02 novembro, 2015

Sempre em Movimento (Uma Vida)- Oliver Sacks



Quando Oliver Sacks tinha doze anos, um professor bastante sagaz escreveu num relatório: “Sacks vai longe, se não for longe demais”. Hoje está absolutamente claro que Sacks jamais parou de ir. Desde as primeiras páginas deste comovente livro de memórias, em que relata sua paixão de juventude pelas motos e pela velocidade, Sempre em movimento parece estar carregado dessa energia. Conforme fala de sua experiência como jovem neurologista no início dos anos 1960 - primeiro na Califórnia, onde lutou contra o vício em drogas, e depois em Nova York, onde começa a despontar como pesquisador -, vemos como sua relação com os pacientes veio a definir sua vida. 







Companhia das Letras



Páginas 392


Não me lembro como cheguei a conhecer este velhinho simpático. 

Por ter um interesse sobre tudo o que diz respeito ao que tem haver com o cérebro humano, me deparei com um livro desse cara.




E minha primeira leitura foi  - Um Antropólogo em Marte (sete histórias paradoxais) e me apaixonei pela pessoa e a pela forma pessoal que estas narrativas ganharam.




Logo depois desta experiencia, vi o programa Roda Viva da Tv Cultura, onde o Dr Sacks muito a vontade fala sobre suas obras e suas histórias como neurologista.




E o que me levou a  encarar mais uma vez a literatura deste autor, foi infelizmente sua morte em 30 de agosto desde ano.

Ouvi pelo rádio a triste notícia de seu falecimento, isso  logo na primeira hora do dia e isso me deitou muito triste, como se eu tivesse perdido um amigo (não faço ideia da razão de possuir tais sentimentos por uma pessoa que não conheci pessoalmente).




Sempre em movimento é uma autobiografia, Sacks já sabia que seus dias estavam contados e como sempre ele usou isso de forma produtiva.




Eles nos conta de forma não linear sobre sua infância e de como ele se interessou por química, tendo como tutor um de seus tios.


Desta memória nasceu o livro Tio Tungstênio – Memórias de uma infância química.



Sacks veio de uma família de médicos, seus pais eram médicos, seus irmãos eram médicos e um de seus tios também era médico.



Quando eles se sentavam a mesa para comer, os assuntos na maior parte do tempo eram sobre seus pacientes, Sacks cresceu neste meio investigativo dos processos humanos.




Gosto como tudo na vida de Sacks é pessoal, a escolha de sua especialidade na medicina, que vem por conta de um irmão esquizofrênico, seu amor pela literatura que está intimamente ligada ao seu amor pela tia Len que o presenteava com muitos livros, mesmo depois de adulto e já vivendo fora da Inglaterra.




Seu amor pelas motocicletas, sua vida solitária e intensa como pesquisador e médico no campo de neurologia.



Fiquei muito feliz em ler esta autobiografia e ver como ele viveu de acordo com seus sonhos e desejos.



Quem ainda quiser conhecer um pouco mais deste médico e escritor, veja o filme Tempo de Despertar (ou leia o livro de mesmo nome) de 1990 com Robin Williams e Robert De Niro. 




Trailer do Filme








PS.: Possíveis erros gramaticais ou ortográficos serão corrigidos em minha releitura







                  Marcia Cogitare


16 comentários:

  1. Respostas
    1. Gilberto, eu sou apaixonada pelas obras do Sacks e por sua pessoa.

      E vc é o culpado por eu ler esta obra.

      Hug queridão :D

      Excluir
  2. Eu fiquei apaixonada por "Tempo de Despertar"!
    Já vi umas trocentas vezes!
    Fiquei curiosa em saber mais da inteligentíssima pessoa por trás do livro/filme!
    Ótima resenha, Marcinha!
    :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Telma tenho certeza que vc curtiria a leitura e de quebra iria para outras obras do autor.

      Hug

      Excluir
  3. Sua resenha está muito boa, mas lendo um pouco mais sobre a história desse livro vi que ele não faz muito meu estilo de leituras, então, por esse motivo não pretendo lê-lo no momento, quem sabe futuramente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mariele, mas mesmo não sendo teu tipo de leitura, fique a vontade para buscar outros títulos resenhados no blog, tenho certeza que vc encontrará algo que lhe agrade.

      Hug :D

      Excluir
  4. Ótima resenha pretendo ler em breve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tiagoatr PB , leia sim e volte aqui para me contar suas impressões de leitura.

      Hug :D

      Excluir
  5. Adorei! Não conhecia esse homem, mas parece uma pessoa bacana! Vou ver se leio

    www.cidadedosleitores.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gus vai fundo, vc não se arrependerá.
      Hug

      Excluir
  6. A morte de Sacks realmente foi uma perda muito grande! Este homem era único e assim teria que ser sua autobiografia! Não sou fã deste gênero, mas sobre um ser humano como este, não tem como não se interessar, e claro, amar! Parabéns, Marcia! Sua resenha tratou com muita delicadeza e carinho a biografia de uma pessoa tão especial! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. K. S. Broeto obrigada e concordo com você, uma pessoa do calibre de Sacks deve ser lido, conhecido e admirado.
      Hug e me conte quando ler o que achou deste título.
      Hug

      Excluir
  7. Confesso ,não gosto muito do gênero do livro ,mas acho super interessante o que o doutor trata ,ou tratava ,então sinceramente eu acho que se eu tivesse a chance eu leria .

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Ainda não conhecia Oliver Sacks, mas achei muito legal sua ligação com a historia dele tem pessoas que conseguem nos conquista apenas nas palavras e nos espira em alguns momentos, mesmo não gostando de ler biografias fiquei interessada em sua historia !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Suzana, existe autores que nos pega de uma maneira pessoal e Saks fez isso comigo.

      Leia, ele tem muitos livros publicados no Brasil

      Hug :D

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Vai ser muito bom saber o que você achou dessa postagem!
Opine!