01 fevereiro, 2017

A Repartição dos pães




Neste conto curto, Clarice nos mostra que a comida repartida , mesmo que entre estranhos, tem um quê de sagrado. 


Clarice não nos revela nada, não sabemos onde e quem são essas pessoas que foram convidadas para uma refeição (um almoço) num dia de sábado.



À espera do almoço, bebíamos sem prazer, à saúde do ressentimento: amanhã já seria domingo


A única coisa que sabemos com clareza, é que se tratava de uma obrigação e que todos gostariam de estar em outro lugar. Foram de má vontade ao encontro de quem preparou a comida. 
Chegando lá, deram com uma mesa farta e vistosa. 


Chegando até a pensar que era outro o convidado, talvez uma pessoa mais importante. Mas não, essa incrível mesa era para eles.


A avareza de não repartir o sábado ia pouco a pouco roendo e avançando como ferrugem, até que qualquer alegria seria um insulto à alegria maior


No restante do texto Clarice passa descrevendo cada elemento da mesa e o que o simples olhar , fazia para com seus espectadores que inicialmente estavam emburrados e sem fome.


Não se conversava, apenas se comia. Como num êxtase para além mundo.


Gosto como Clarice trabalha essa coisa que é comer, sendo algo mágico e de tremenda importância em sua religião (judia não praticante).
Sabemos que os judeus mais ortodoxos tem uma relação diferenciada com a comida, esta é faz parte como expressão de seu credo.


E vemos também um toque de cristianismo, essa mulher desconhecida que recebe convidados que não merecem aquela mesa, mas são tratados com esmero e presteza.


A anfitriã uma espécie de Messias, que reparte o pão entre pessoas estranhas e não merecedoras daquele ato. 

A medida que vão se servindo, o clima vai mudando, o pão os conecta. Ganhamos uma dimensão mística num almoço de sábado.


E a narradora entende a importância do que esta acontecendo ali e  finaliza com a frase 


Pão é amor entre estranhos



Minha amiga Silvia também escreveu sobre este conto. 
Para ler só Clicar Aqui




*Este conto faz parte do livro - A Legião Estrangeira






Clarice Lispector - Todos os Contos
       Editora Rocco - Capa Dura - 656 Pgs
        Organizado por Benjamin Moser

                   
                    Marcia Cogitare






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vai ser muito bom saber o que você achou dessa postagem!
Opine!