16 novembro, 2015

resenha: Meu Passo, Seus Passos




Em uma coletânea de poemas que perpassa todos os anos da produção poética de cada um, pai e filha abrem as portas do labirinto de suas palavras em Meu Passo, Seus Passos. Num mundo em que as pessoas já mercantilizam até os próprios sentimentos, admira-se a sintonia do registro transparente dos sentimentos dos autores, que compõem uma dupla na arte de fazer versos, herdando a veia poética do patriarca. Juntos, contemplam os horizontes em que o sol (da vida) nasce ou se põe, também para dentro da alma.




Olá surtados, queridos!

Eu estou encantada com Camila e seu pai, Avenir!

Esse livro contém doses (nada homeopáticas) de sensibilidade. Se você tem intolerância a esse item, leia com cuidado, porque pode intoxicar-se com tanta beleza.

Vocês sabem que meu gênero favorito de leitura é o terror e suspense.... mas creio que a maioria saiba do meu gosto por música e por letras de músicas... que me extasiam pela poesia e sua multifacetada subjetividade.

Pois bem, essa coletânea de poesias arrancou muitos suspiros de mim, por diversos motivos e o principal deles é ver a maturidade (Avenir) de mãos dadas com a candura (Camila).

Ambos são românticos, sem dúvida. Ambos são revolucionários também... mas, a faixa de idade que os separa e a experiência de vida, é tão impressionante quanto o amor que os une.

Expressar-se de modo lírico, unir palavra a imagem e traduzir sentimentos com rimas é uma capacidade de poucos e esses dois me ganharam!

Li o livro devagar e o li da seguinte maneira: 

1 poema de Avenir e 1 poema de Camila por dia, antes de dormir.

Peguei no sono fazendo meus contrapontos, me deliciando com algumas frases, discordando (a partir da minha própria experiência de vida) e sobretudo, querendo dar um baita abraço nos dois e falar do quanto são talentosos.

Quando não tinha mais poemas pra ler (fui gulosa alguns dias, admito), me senti órfã da boa companhia de ambos!

Meus instintos de poeta (todos somos um pouco) ficaram aguçados e me vi destilando poesia.

A capa é deslumbrante e tem tudo a ver com o contexto do livro: uma imagem de pai e filha (no meu entendimento), de mãos dadas, observando o por do sol e apontando as belezas da natureza (vida!).

O contraste de cores e até o formato dos poemas (vistos de forma mais presente em Camila) me encantaram.

Deixo com vocês alguns dos meus favoritinhos:


Poemas do Pai:








Poemas da Filha:




Que tal???

Recomendo demais!!!....e quero saber a dose tomada por você!

Beijos, queridos:


Os autores:



Camila Tapia nasceu em Brasília – DF, cresceu em Goiânia – sua cidade de coração – e atualmente mora no Rio de Janeiro. É jornalista formada em Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), graduanda em Letras pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e pós-graduanda em Jornalismo Cultural pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Foi estagiária da Rádio CBN Goiânia e é autora do livro-reportagem Goiânia Heavy Metal – A cena pesada da capital, apresentado em 2010 como Trabalho de Conclusão de Curso da graduação em Jornalismo. Venceu os concursos de redação Goiânia Na Ponta do Lápis (2003), Goiás na Ponta do Lápis (2003) e o Prêmio Católica de Jornalismo (2007), além de ter recebido outras boas colocações e uma Menção Honrosa. Aos dez anos de idade, obteve a primeira publicação de um poema seu.  

Avenir Passo de Oliveira é natural de Morrinhos – Goiás e formado em Direito pela Universidade Gama Filho (UGF) do Rio de Janeiro; especialista em Direito Processual Civil pela Universidade Federal de Goiás (UFG); e doutor em Direito Empresarial pela Universidade de Extremadura (UEX), na Espanha. É autor de quatro livros jurídicos – O Recurso de Agravo e sua Processualização (Ed. Juruá, 1997/2010), Manual de Rotinas de Falência, Concordata e Insolvência (Ed. Consulex, 2002), Manual Prático de Eleições (2004) e Alterações no Código de Processo Civil (2002) – e mais de vinte artigos publicados. Avenir é membro fundador do Instituto de Direito Administrativo de Goiás (IDAG), vicepresidente regional (Centro-Oeste) da Associação Nacional dos Magistrados Estaduais (ANAMAGES) e acadêmico fundador e titular da cadeira 17 da Academia Goiana de Direito (ACAD), tendo sido vice-presidente desta durante seis anos. É Juiz de Direito da 3ª Vara da Fazenda Publica Estadual de Goiânia, conferencista e professor universitário.

Contato com os autores: (21) 99961-4459 
                                                     camila.tapia357 @gmail.com
                                                     meuspassosseuspassos@gmail.com

Onde adquirir:                          www.editoraalcance.com.br/loja
                                                     www.livrariasaraiva.com.br
                                                     ou pelo e-mail meuspassosseuspassos@gmail.com

PS.: Possíveis erros gramaticais ou ortográficos serão corrigidos em minha releitura

18 comentários:

  1. Se tem algo que alegra a alma são os poemas *--*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conversa com a alma, Tiago....
      até mesmo quando ela está triste!
      beijocas
      :)

      Excluir
  2. Respostas
    1. *sorriso* verdade!
      E a alma de ambos é muito gostosa de ser ouvida.
      :)

      Excluir
  3. Sua resenha está muito boa, mas sinceramente não me interessei muito pelo livro, pois não curto muito poemas e não faz muito meu estilo de leituras então no momento, não pretendo ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Mari...
      Tem que gostar, mesmo para curtir o livro!
      muitas beijocas!
      :)

      Excluir
  4. Poema é um gênero que não me sinto confortável, mas sua resenha me fez repensar e me abrir para as possibilidades de leitura.
    Hug

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu te acho a cara da poesia, sabia?
      Repense, mesmo!
      :)

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Adoooro poemas, acho que um dos primeiros livros de "gente grande" que ganhei era de poemas. Gostei de todos que você postou pra gente dar uma apreciada no que esse livro traz, mas gostei muito do "Ilusão de Ótica", não sei porque.. mas amei! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem tem que explicar porque gostou... poema chega e faz morada!
      beijos, sua linda!
      :)

      Excluir
    2. Acho que foi isso msmo que aconteceu!

      Excluir
    3. Acho que foi isso msmo que aconteceu!

      Excluir
  7. Lia poemas quando criança/adolescente, mas acabei me distanciando deles com o passar do tempo... Alguma coisa me diz que depois desta resenha vou voltar a procurá-los!!! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ká...
      Poemas sempre me movem.... eu surtos com algum deles e com a capacidade de por com tamanha sensibilidade, a realidade de forma lírica!
      beijos, linda
      ;)

      Excluir
  8. Nunca fui muito fã de poemas ,até hoje ,pouquíssimos conseguiram me conquistar,mas achei esse livro bem interessante ,gostei dos poemas que VC fotografou e talvez eu leia futuramente.

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Ainda não conheço o trabalho dos autores mas achei a proposta desse livro de poesia bem interessante, gosto de poesia e gostei das fotografadas !!

    ResponderExcluir
  10. Oi Telma Também não sou leitora de poemas... mas gostei dessa ideia de ser escrito junto o pai e a filha ... Gostei das poesias postadas ... Acho que é falta de costume mesmo bjo

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Vai ser muito bom saber o que você achou dessa postagem!
Opine!