11 outubro, 2015

Resenha: A Noiva Fantasma




       Certa noite, meu pai me perguntou se eu gostaria de me tornar uma noiva fantasma...1893. Li Lan é uma jovem que recebeu educação e cultura, mas que vive sem grandes perspectivas depois da falência de seus pais. Até surgir uma proposta capaz de mudar sua vida para sempre: casar-se com o herdeiro de uma família rica e poderosa. Há apenas um detalhe: seu noivo está morto.                                           A Noiva Fantasma é o surpreendente romance de estreia de Yangsze Choo, a escritora de ascendência oriental que está encantando fãs por todo o mundo.Por mais fantásticas que pareçam, as noivas fantasmas ainda resistem até hoje em parte da cultura asiática. A prática, que chegou a ser banida por Mao Tsé-Tung durante a Revolução Cultural, foi muito frequente na China e na Malaia (hoje Malásia) no final do século XIX. O casamento era usado para tranquilizar um espírito inquieto, e garantir um lar e estabilidade para as mulheres que diziam sim a maridos já falecidos. É claro que elas tinham um preço alto a pagar, e com Li Lan não seria diferente.                                                                                                           Evocando obras como Lugar Nenhum, de Neil Gaiman, essa obra é uma história impressionante sobre o amor sobrenatural e sobre o amadurecimento, escrita por uma extraordinária nova voz da ficção contemporânea.



Queridos,

Hoje estou aqui para apresentar, no nosso mês de terror, suspense, fantasia, Halloween, mais um livro da Dark Side


Vou começar pelo aspecto físico do livro:
Capa dura (ma-ra-vi-lho-sa!!!!), com uma fitinha que é utilíssima para se usar como marca páginas.

Letras de bom tamanho e folhas de excelente qualidade.

Há explicações no rodapé (sempre considero isso muito valioso, afinal trata-se de outra cultura e alguns termos ganham sentido com a explicação de Yangsze Choo.

A história em si, mais do que sobrenatural, considero como literatura fantástica.

A mente da autora é algo pra lá de fértil! Fiquei impressionada com a visão dela de vida pós morte.

Pois bem... 
Nossa história se passa em Malaca, uma cidade portuária do Oriente, que tem como ponto forte o comércio.

Dentro desse contexto, somos apresentados a Li Lan, uma moça belíssima, cuja família perdeu quase todo o dinheiro e o que ainda restava, seu pai gastava com uma quantidade cada vez maior, de ópio.

Desde que a mãe de Li Lan morreu, o pai vem mais e mais se afundando no ópio e com ele o pouco dinheiro que ainda resta para a manutenção da família.

O pai recebe uma proposta da família Lim (uma das famílias mais ricas da cidade) e, se por um lado acha que a proposta não é boa para a filha que ama, por outro a lança no ar, talvez por desespero e para ver a reação de Li Lan, que por sua vez pede que ele repita a proposta, achando que o ópio poderia estar "fazendo sua cabeça"

"Uma noiva fantasma, Li Lan. Fizeram-me a proposta hoje. Pensei que você poderia gostar de saber."

Já imaginaram isso?

"Distraída, derrubei nanquim sobre a mesa de meu pai, a tinta se espalhando sobre os jornais em uma mancha negra de mau agouro. A prática de arranjar casamento de uma pessoa morta era rara, e costumava ser feita para aplacar um espírito. Uma concumbina falecida, que tenha gerado filho, pode ser oficialmente casada para elevar seu status de esposa. Ou dois amantes que tenham morrido de forma trágica podem se unir depois da morte. Disso eu sabia. mas casar alguém vivo com um morto era um caso incomum e, de fato, horrível."

Pesquisei e vi que o casamento com mortos não é comum, mas é totalmente legal em algumas cidades, como é o caso da França, A França é um dos poucos países do mundo que conta com uma legislação que permite o casamento póstumo, ou seja, permite que uma pessoa viva se case com um morto. Essa lei ficou conhecida no mundo todo depois que uma francesa se casou com o namorado que já estava morto há um ano. (veja a fonte aqui).

Numa entrevista no Estadão, vi que casar com os mortos, na China é uma tradição milenar: "chineses que morrem solteiros precisam de uma noiva cadáver e família pagam dote por casamento no além." Isso faz com que o nome das "boas famílias" sejam perpetuados, assim como sua fortuna.

No caso da nossa protagonista, Li Lam, mais do que causar com um "casar com um morto", era o "por que ela?". Sua família era pobre. Não era interessante.

É a partir da dessa dúvida que ela passa a investigar, primeiro em vida, depois num estado de coma, onde seu espírito conseguiu adentrar o mundo dos mortos.

Às vezes eu me questionava se aquela imersão no mundo dos mortos não era um início de insanidade. Testei minha memória e chequei minhas pupilas, buscando sinais de loucura, mas eu não gostava de me olhar no espelho por muito tempo. Havia sombras demais.

Depois de alguma pesquisa no além, as coisas se complicam e ela não consegue voltar para seu corpo em coma, que começa a morrer. Ela corre contra o tempo, não sabe em quem pode confiar no mundo dos mortos, e pretende descobrir se seu "noivo" foi assassinado ou não.
Eu (na "pele" de Li Lan) sob o túmulo de Lim Tian Ching e minha cachorra Nina, pra me dar uma força no cemitério.

O problema com os mortos é que todos eles queriam alguém que os escutasse. Todo fantasma que encontrei tinha uma história prontinha pra ser compartilhada. Talvez fosse solitário no além.

Enfim, ela se envolve direta e indiretamente com diferentes criaturas que vivem ou estão de passagem no mundo dos mortos e, arriscando a vida, decide que quer reencontrar sua mãe, desvendar se a morte de Lim Tian Ching, havia sido por causas naturais ou por assassinato, como ele mostrara pra ela num sonho. Se ele era confiável ou mau e se o rapaz por quem ela se apaixonara era o assassino.
Eu novamente, com meu "manual de como não se perder no  além. Quem ler entenderá! ;)
Muita coisa acontece no decorrer da história e muitas vezes somos surpreendidos por fatos que dão uma guinada de 180 graus na história.

Se você se interessa pela cultura oriental e suas crenças sobrenaturais, esse livro é uma boa pedida pra você.

Caso leia, me conte o que achou.

beijocas

PS.: Possíveis erros gramaticais ou ortográficos serão corrigidos com minha releitura dessa resenha.







19 comentários:

  1. Olá
    nossa, estou abismado com as suas fotos, rsrs, ficaram magnificas. Sou muito louco para ler esse livro, assim como a maioria dos livros da Dark Side, rsrs. Adorei a sua resenha
    Bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou das fotos, Manoel!
      Eu amo me caracterizar (quando possível) de um dos personagens do livro!
      E é verdade... a Dark side é PUNK! Tudo de bom!
      beijos em você!
      :)

      Excluir
  2. Já estava bastante interessada em ler, agora depois da sua resenha fiquei ainda mais curiosa!
    E adorei suas fotos!

    Conheça meu blog
    virandoamor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Carol...
      Leia, sim... é diferente de tudo o que eu já havia lindo anteriormente.
      Muitos beijos
      ;)

      Excluir
  3. Telma que fotos sensacionais são essas, nossa show de bola.

    E o plot da história me pegou de jeito, com certeza i rei atrás deste livro da Dark Side.

    Hug :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcinha,
      precisamos gravar umas resenhas no cemitério! O que acha?
      Feliz que tenha gostado, sua linda!
      Sou uma sem coração.... Dark Side have stolen my heart! :D

      Excluir
  4. Telma vou no cemitério só se for a 00:00h pra gravar o vídeo :-bd

    E a Dark Side tem roubado os corações de milhões de leitores por este Brasilzão afora.

    Hug

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A meia noite seria a hora de minha preferência também!!!!!
      Levarei as velas comigo!
      ;)

      Excluir
  5. Oi Telma, tudo bem? Desde que vi esse livro da Darkside fiquei louca para possuir, e essas fotos magníficas aumentou essa minha vontade. Que capa linda é essa?? Como não desejar?
    Adorei saber pela sua resenha que ela nos mostra um pouco da cultura oriental e suas crenças sobrenaturais cheia de mistérios. Parece ser uma história linda e interessante.
    Quero muuuuito ler essa obra, e assim que ler quero contar aqui minha experiência ;)
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. own....
      Alessandra, você é uma linda!
      Quero muito sua experiência da leitura desse livro aqui, também!
      Beijoconas
      ;)

      Excluir
  6. Puxa, surpreendente!
    Curiosa por esse livro desde o início, já li que ele não é tão terror (o que para mim é bom), mas essas fotos suas em cemitério e a Marcia dizendo ir ao cemitério meia noite para gravar... au uau! kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkk rindo alto aqui, coisa linda!!!!
      :))

      Excluir
  7. Achei a ideia da fitinha MUITO importante. Dá uma dor no coração veer as pessoas usando a orelha do livro e sem contar que ás vezes usar marcador para arcar a página é bem enjoadinho. Pelo menos para mim. Emtão, achei a ideia bem genial.
    Outro ponto positivo que concordo com o que você disse é as explicações no rodapé. Importante demais, pois já li livros que acabei não entendendo muita coisa devido a falta de rodapé.
    O livro retraztar a vida após a morte é outro ponto positivo, até porque eu gosto de saber a visão/opinião das pessoas sobre o assunto. Ninguém sabe como é, e cada vez que alguém diz como acha/pensa que deve ser, fico hipnotizada.
    Já tinha ouvido falar sobre isso de "casamento com mortos", mas não levei a sério porque pensei: "Ah, claro que ninguém vai fazer isso..." MASSSSS, me enganei como pode ser muito bem visto na sua resenha.
    Deu para ver que esse livro é sinixxxxtro. Me interessei pela história. Gosto de ler livros que contenha histórias diferentes e nos mostra um mundo completamente diferente.
    Adoreeeei suas fotos!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu adorei seu comentário, Aguida!!!!!
      Eu perco meus marcadores toda hora...rs... esse não tem como perdeer. ;)
      Também sou fascinadas pelo oculto....
      um super beijo em você, sua linda

      :)

      Excluir
  8. Telma, a DarkSide Books está nos propondo ótimas leituras desde o seu surgimento, com A Noiva Fantasma não foi diferente. Eu não conhecia a sua história em si, mas adorei saber mais com sua resenha. A premissa do livro de nos mostrar um assunto novo, pelo menos para mim, o casamento com mortos foi totalmente surpreendente e envolvedor. Claro, logo pensei na ambição do pai. Quero acompanhar esta história. P.S.: A sessão de fotos ficou maravilhosa!

    ResponderExcluir
  9. Oi! Achei a edição desse livro muito linda, livros com capa dura são um luxo, não é? Achei curiosa essa história e não tinha conseguido entender nas outras resenhas, só falavam o mesmo da sinopse, que eu achei que não diz exatamente o que pode acontecer no enredo. É uma cultura muito diferente da nossa, eu nunca pensaria que alguém vivo poderia se casar com um morto, percebi que talvez ele pode assombra-la, não é? Agora, achei que ela se arriscou bastante indo em busca de respostas no além, é muita coragem.
    Eu leria, parece ser interessante.

    ResponderExcluir
  10. Esse livro já está na minha próxima lista! Adoro essas coisas ocultas, e crenças e lendas. Sua resenha só me deixou mais curiosa ainda!
    Abs!
    http://ohqueridavalentina.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Caramba, Telma!!!
    O que dizer depois dessa resenha?
    Começo falando sobre o trabalho da Darkside, não tem como não se apaixonar pela editora com suas edições incríveis em capa dura, feitas com todo o cuidado e carinho e também pela escolha dos títulos, esse é um livro que dificilmente seria lançado por outra editora aqui no Brasil.
    Conhecia essa tradição de casar com mortos que é comum em algumas cidades da China e também da de desenterrar os mortos em uma data específica, mas nunca tinha lido nada sobre isso em um livro, a autora foi genial, criou um mundo onde Lin permanece enquanto está em coma e buscar descobrir respostas, que loucura isso do pai cogitar essa proposta, do noivo, dos segredos e ainda mais desse ficar sem conseguir voltar, morrendo em nosso mundo, deve dar pra sentir o relógio contando os minutos e ela lutando para retornar.
    As notas de rodapé em livros desse livro com uma outra cultura são muito importantes e tornam a leitura ainda melhor, mais um ponto para a Darkside!
    Suas fotos ficaram perfeitas, parabéns! =D7

    ResponderExcluir
  12. Nossa! Eu conhecia o livro mas não sabia do q se tratava, agr estou fascinado e quero lê-lo! Adoro historias fantásticas e ainda mais histórias sobrenaturais!
    Ps: amei suas fts! :D

    Www.cidadedosleitores.blogspot.com (TÁ ROLANDO SORTEIO)

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Vai ser muito bom saber o que você achou dessa postagem!
Opine!