02 setembro, 2015

Tocando As Estrelas

Qual a sensação de se apaixonar diante de milhares de pessoas?


Tocando as estrelas - Quando Paige Townsen deixa de ser uma simples aluna do ensino médio para se tornar uma celebridade, sua vida muda do dia para a noite. Em menos de um mês, ela troca as ruas da sua cidade natal por um set de filmagem no Havaí e agora está conhecendo melhor um dos homens mais sexies do planeta segundo a revista People. Tudo estaria perfeito se o problemático astro Jordan Wilder não fincasse o pé em uma das pontas desse triângulo cinematográfico. E Paige começa a acreditar que a vida, pelo menos para ela, imita a arte. 








Série
Tocando as estrelas # 1
Rebecca Serle
224 páginas
Novo Conceito


Esse foi um daqueles livros que ao terminar a leitura me fez pensar que em um exato momento deveria ter tomado uma atitude e acabei decidindo por outra devido às pessoas ao meu redor - as circunstancias me levaram a fazer diferente-, e no quanto esse tipo de decisão acabou sendo um equivoco de minha parte.

O que precisam saber de início é: não se desesperem com o final do livro.  No prólogo tem muito do que virá a seguir, afinal, o motivo de ter sido desse jeito foi por ser uma série, tenha isso em mente!

Não é um livro profundo, se você está pensando isso descarte essa ideia. É um livro mais voltado para o jovem entre 16 a 20 anos devido a personagem principal estar nessa faixa etária, uma leitura leve, descompromissada, com um pitada de romance e muitas questões sobre família, amizades reais, erros e acertos em atitudes, e sobre dar valor ao que realmente compensa. Aqui, o diferencial é que Paige com apenas seus 17 anos é aceita para fazer um papel em uma adaptação para o cinema de um livro de uma trilogia chamada Locked, que faz muito sucesso, sendo inserida nesse mundo de glamour em que fãs saltam aos pés daqueles que viram ídolos.

O mundo de Paige se resumia a seus melhores amigos de infância que sempre a acompanharam, Cassandra e Jake, escola e família. Ao ser inserida no mundo artístico, sua vida muda, passa a confundir o que é o real e o que não é - passa a confundir sua pessoa com a personagem do filme que está gravando -, dá um salto de 360º financeiramente – pode comprar tudo o que sempre quis e tem regalias que nem mesmo tem conhecimento -, todos passam a olhá-la com outros olhos, passa a estar sozinha para as filmagens no Havaí mesmo sendo de menor – então passa a ter uma liberdade maior de decisão -, e entra em conflitos sem saber o que sente pelos dois atores com os quais contracena: o lindo Rainer, filho de produtor, riquíssimo, uma estrela do cinema desde a infância, ou o astro Jordan Wilder que de imediato parece ter uma aversão por ela, trazendo transtorno ao desenvolvimento de uma amizade mínima profissional e fazendo que internamente fique confusa.

- Rainer é quem ele é, mas você está apenas começando. Existem coisas que você ainda não sabe sobre como funcionam os negócios.
- Do que está falando?                                                                                                         - Estou dizendo que ele é filho de um produtor, mas você teve uma chance porque realmente é boa atriz. Mantenha-se na linha. Se não por você mesma, então que seja por mim. Não vou contentar com nada menos que a perfeição. Você entendeu?

O livro mostra o choque entre a vida que Paige levava e a que passa a ter, e muito das inseguranças dela em abraçar sua nova vida, e do papel que os amigos antigos dela e até mesmo sua família para com ela.

O que amei foi o desenvolvimento dado pela autora aos personagens, possuem atitudes próprias, temperamentos, personalidades distintas e bem formadas, são personagens de peso, que no decorrer da leitura se apaixona por um, dois e quando se vê por todos. Todos marcam muito em seus papeis, e são vários. Mas, o enredo do livro gira em volta de três personagens principais: Paige, Rainer e Jordan.

 Paige é uma típica garota de 17 anos com todas as incertezas da idade que se vê em um mundo de adultos – o sonho de qualquer garota nessa idade – insegura por não ser tão boa em seu papel do filme, mas que vê portas sendo abertas após ter a atenção de Rainer em um mundo escuro, o tão adorado ídolo do cinema. Rainer, que de inicio pensei: vai ser daqueles que brinca com os sentimentos dela e esse livro vai ser daqueles livros em que tudo é do mesmo jeito sempre, mas ele não é assim. Não é apenas lindo – cabelos cacheados louros, com um par de olhos azuis, dono de um corpo que não perderia para nenhum dos super-heróis, e como se isso não bastasse, ainda veio a esse mundo com uma covinha na bochecha direita! Sem falar que é um Astro do Cinema, adorado por milhares de fãs, muito famoso, de família tradicional do cinema e muito rico. Com uma personalidade galante, sincera, daqueles que preocupa com quem está ao seu lado, muito atencioso, brincalhão...

Logo vem Jordan, com quem ela passa a ter uma conexão grande sem entender como, pois ele é o oposto de Rainer, não tão consolidado no meio artístico, e de início mal-educado e rabugento, nada que a atraí, mas no fundo há algo... diferente. Há também Cassandra e Jake, amigos de infância e escola de Paige, que tentam ainda fazer parte da vida dela apesar da distância e estrelado.

Não assustei nem um pouco quando descobri que essa série vai ser adaptada para uma série de televisão, todo o cenário do livro e personagens, ao lê-lo já passa a impressão de ser um filme, pela ambientação das cenas da produção do filme Locked, pelos tópicos abordados nele, cenário e as intrigas entre personagens.

Para quem deseja uma leitura rápida, agradável, um bom passatempo com uma pitada de romance, intrigas e problemas juvenis e não tão juvenis, já que há adultos também (família, vida futura, namoro, relações com amigos) será a leitura perfeita. Se tiver a oportunidade vou ler os próximos livros, esse foi enviado pela Telma para resenha, amei a editora ter trazido mais esse lançamento. 

... Ele está vendo a cena na tela, com os olhos de um lado para o outro. Eu tenho plena consciência de que sou eu ali deitada, que é para o meu corpo seminu que ele está olhando. Quero jogar um cobertor sobre a garota na praia e outro sobre mim também. Porque não tenho como nos separarmos. Parece que ele não está de olho na tela, mas em mim. Quando seus olhos percorrem o abdômen de August, eu travo a respiração, e, quando ele olha para o rosto imóvel dela, minhas bochechas ficam vermelhas: quando ele estende a mão e, gentilmente toca a tela, posso sentir sua mão em meu ombro – como uma vela de ignição.





9 comentários:

  1. Parece ser otimo o livro, mas não chamou muito a minha atenção, mas eu leria mesmo assim sla. Talvez por essa coisa td de fama hehe

    Www.cidadedosleitores.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai ter muito mais a frente, esse livro é só introdutório, e devido a série creio que terá bem mais, são tratados aspectos adolescentes e de inicio da vida adulta.

      Excluir
  2. Cinthia!
    Difícil para uma adolescente ver sua vida totalmente transformada de uma hora para outra e ainda se meter em um triângulo amoroso.
    O bom é que nos faz refletir sobre nossas atitudes.
    Não li ainda o livro, mas vou querer acompanhar a série televisiva.
    “Quanto mais nos elevamos, menores parecemos aos olhos daqueles que não sabem voar.”(Friedrich Nietzsche)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Rudy, e foi isso que vi nesse livro.

      Excluir
  3. Cinthia,
    que resenha maravilhosa!

    Fiquei curiosa também em ver a adaptação para série televisiva.

    Jordan ou Rainer? Com quem ela fica?

    :P

    beijos, Cinthia... excelente resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa pergunta, quero saber como tudo vai ocorrer até o final da série, creio que há muito para frente.

      Excluir
  4. Oi! Não sei, não gostei muito do livro, não me atraio por tramas para jovens dessa idade, sempre focam no desenvolvimento pessoal do personagem e sempre passa por aquela fase chata ou a procura de sua identidade. Acho que a personagem tem um pouquinho disso já que confundi-se com o seu personagem do filme e o típico triângulo amoroso não me encorajou nem um pouco.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Cinthia. Esse será, com certeza, o meu primeiro contato com a escrita da autora Rebecca Serle. Fico sempre curioso com as estórias que envolvem os temas: ensino médio, faculdade e/ou teatro/celebridades. A Paige será uma ótima protagonista, *prevendo o futuro*.

    ResponderExcluir
  6. Primeiramente não gosto da capa do livro, apesar de ter relação com a história, ela não me agrada, então li a sinopse e pensei que seria apenas mais um romance jovem com triângulo amoroso. Contudo, sua resenha é a segunda que leio na qual a opinião acerca da obra é positiva, não tenho nada contra romances young ou new adults, aliás gosto muito! Mas esse não me pareceu legal, porém depois de ler que o livro tem uma boa história e terminada de um jeito a fisgar o leitor, penso que darei uma chance ao romance, pois não se julga um livro pela capa!

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Vai ser muito bom saber o que você achou dessa postagem!
Opine!