31 outubro, 2014

Uma Infância Roubada




 Livro Único
Mark Johnson
304 páginas
Novo Conceito


Com uma honestidade emocionante, Uma Infância Roubada documenta a decadência de Mark rumo às profundezas do vício e da criminalidade. Viciado em heroína e crack, morando nas ruas de Londres com a cabeça a prêmio, ninguém, nem mesmo o próprio Mark, iria acreditar em sua sobrevivência, muito menos em sua reabilitação. Ainda assim, de alguma forma ele encontrou forças para sair dessa vida e tornou-se um ótimo empresário, que agora administra seu próprio negócio, empregando e ajudando outros viciados em recuperação. Sua história é ao mesmo tempo chocante e inspiradora. Uma narrativa emocionante sobre a luta de um homem para se salvar e para ajudar a salvar outros na mesma situação.



Enquanto lia esse livro, não teve um momento em que parei de me perguntar o quão importante é uma família na vida das pessoas. A cada página pensava que na próxima viria algo pior, pois a cada dia o personagem ia afundando nas drogas. E diferente de outros livros, esse é o relato de uma história real de um viciado em drogas, e por não ser fictício me fazia pensar que tudo acabaria com o findar da vida dele.

Mark começa a narrar o livro de um local em que está pronto para fugir devido os efeitos da abstinência da droga, que traz sérios problemas a ele, então ele se sente levado a abandonar a clínica de recuperação para conseguir drogas e satisfazer seu desejo. Só que seu companheiro de quarto passa a conversar com ele, tentando fazê-lo repensar no que está por fazer e o aconselha a se abrir com o grupo de apoio na hora da sessão, apontando a ele que só assim irá conseguir vencer.

Assim, a narrativa em primeira pessoa muda para o seu eu infantil e dá-se início a história de um garotinho que cresce sendo mal tratado por sua mãe e seu pai. Acaba sendo abusado sexualmente por um garoto do bairro e tem sua iniciação nas drogas ainda tão novo.

Tudo culmina quando ele precisa sair de casa ainda menor de idade, pois o seu pai queria matá-lo por ter tentado proteger a mãe de uma surra. Com isso, ele afunda nas drogas levando uma vida desumana nas ruas até ser levado para a clínica de recuperação.

O livro mostra como é a vida daqueles que peregrinam e vivem nas ruas, os albergues e sua estrutura ou falta dela, as doenças, os roubos, violência e quão difícil é sair das drogas.

Gostei muito do relato de Mark, mostra quão importante é uma família estruturada na vida de uma criança, um lar verdadeiro onde o amor se faz real, o cuidado e a proteção dos pais. O livro também serve de ânimo para aqueles que desejam sair das drogas e muitas vezes retornam pensando que não conseguem, que o ser humano pode chegar a um estado de calamidade e abandono tão grande onde nada mais vale do que ele e uma advertência quanto a violência contra essas pessoas nas ruas.

Recomendo para aqueles que gostam de histórias verídicas e de superações na vida.


Passo muito tempo em banheiros. Ás vezes, fico mal nos banheiros. Posso ficar num cubículo depois de uma picada, curvado ou encolhido como um cachorrinho ou uma criança chorona, aterrorizada. Estou descendo e estou drogado, posso ouvir vozes e passos e a minha própria paranoia é palpável. Do lado de fora do cubículo, vejo sombras. As sombras voam, aterrorizando-me. 



13 comentários:

  1. A temática desse livro me interessa muito. Ainda não conhecia e vou procurá-lo o mais rápido possível. Excelente resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A história dele é incrível. Compensa ser lido.

      Excluir
  2. Gostei bastante da resenha
    Esse livro deve ser uma tremenda lição de vida, com certeza vou procura-lo, acho que esta leitura vai mi render varias reflexões sobre muitas coisas e mudar meu ponto de vista em relação a algumas pessoas.
    *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um livro que ao ler passa a perceber que a origem inicial de problemas do tipo inicia onde menos se espera.

      Excluir
  3. Adorei a resenha, Cinthia.
    Leituras verídicas são tudo de bom.... sempre motivacional, independente do enredo.
    Saber o que se passa, da fonte, com os que vivem na rua é algo que todos deveriam experienciar.
    beijoconas em você, coisa linda minha.
    =D7

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Telma, ainda não consegui decidir como digerir o inicio de tudo (com a família dele desestruturada) ou tudo que ele passou, o motivo inicial de tudo. Sinceramente, para mim parece que era um daqueles filmes de ficção, só que a ficção dele é a realidade fictícia de uma sociedade caótica... deixa eu parar!

      Excluir
  4. Tenho interesse por esse tipo de histórias, são fortes, nos mostra uma realidade q não vemos e ignoramos. Esse livro lembrou-me tbm Maldito Coração de JT Leroy q apesar de ser ficcional é bem forte tbm, e real, pois a autora passou por uma infancia dificil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não li esse livro que você citou, vou procurá-lo. Obrigada.

      Excluir
  5. Cinthia!
    Livros baseados em fatos verídicos são sempre bem interessantes porque são nus e crus, relatam os fatos realmente acontecidos e quando são sofridos como no caso de Mark, é ainda mais interessante.
    Gosto de livros que trazem uma forma de nos aprimorar e melhorar.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um relato muito bom Rudy, realmente, de superação total de vida.

      Excluir
  6. Eu já havia visto algumas pessoas falando desse livro, mas nunca tinha despertado a minha curiosidade. Parece ser uma temática bem marcante, contundente e perturbadora né?
    O livro perfeito para se fazer uma grande reflexão sobre o que ele vai transmitir. Beijos
    ♫ Conversas de Alcova ♫

    ResponderExcluir
  7. Achei bem triste e ao mesmo tempo, trazendo a nossa mente de como coisas que achamos simples no nosso cotidiano fazem uma extrema falta nos de algumas pessoas. Achei bem dramático a história dele com o relacionamento com o pai e me choquei ainda mais com o abuso. Adoro histórias com fatos reais, e contando sobre coisas terríveis que nós humanos fazemos aos outros.
    Bem triste e massacrante, parece destruir o coração este tipo de leitura.
    Beijos Cinthia e até mais.
    ThaynáQ.

    ResponderExcluir
  8. Adorei sua resenha! Com certeza dá pra tirar boas experiências nesse livro
    Abs

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Vai ser muito bom saber o que você achou dessa postagem!
Opine!