27 maio, 2014

Resenha: EXTRAORDINÁRIO





http://surtosliterarios.blogspot.com.br/2014/05/resenha-extraordinario.html

por Cinthia


Livro único
P.J.Palacio
318 páginas
Editora Intrínseca


August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.

Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade - um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo tipo de leitor.



Auggie, como é chamado o personagem, tem uma “Disostose bucomaxilofacial previamente desconhecida, causada pela mutação de um autossomo no gene TCOF1, localizado no cromossomo 5, complicada por uma microssomia hemifacial característica do espectro óculo-aurículo-vertebral”, resumindo, ele possui o rosto desconfigurado, deformado. Não apenas tem o rosto deformado, como também tem problemas no canal auditivo, e que se agravaria com o passar dos anos.

Ele passou por 27 cirurgias desde que nasceu até a idade de 7 anos, por isso precisou de cuidados especiais, o que o impediu de ir à escola como todas as crianças, sendo ensinado em casa por sua mãe.

Uma decisão entre os pais, um teste feito sem que ele soubesse ser um teste, e ele acaba sendo aceito em uma escola particular de boa reputação.

O Sr. Buzanfa – diretor da escola – logo de início já introduz Auggie na escola por meio dos melhores alunos da escola. Então é apresentado de início para Jack Will, Julian e Charlotte. Mas, as aparências enganam e a introdução de Auggie não é tão boa quanto todos esperavam. Só que para um garotinho que enfrentou tantos obstáculos na vida, ele encara esse novo desafio de forma merecedora de honra. A personalidade que a autora desenvolveu para o Auggie é incrível.


"Estavam apenas sendo crianças bobas e normais. Sei disso. E meio que tinha vontade de dizer: “Tudo bem, sei que sou meio esquisito. Podem olhar, eu não mordo.”


O tema principal do livro é o bullying, e mostra como é difícil introduzir pessoas em um grupo, sociedade ou no mundo, e que se fossem aceitos por meio de uma apresentação ou por um pedido de gentileza, o mundo seria melhor. Nos faz pensar sobre como deve ser a inserção de uma criança como Auggie na sociedade, no mundo; como deve ser para alguém como ele sofrer bullying dia após dia, e saber que isso nunca vai mudar, porque simplesmente não vai surgir um rosto bonito nele de uma hora para outra; como deve ser para a família, para a irmã mais velha, e o que representou o nascimento dele para todos, o antes e o depois. E mostra, a jornada de Auggie ao encontrar diversos tipos de pessoas, aqueles que o aceitam pela pessoa que é, e aquelas que o rejeitam por ser do jeito que é.

    -Você vai ser sempre assim, August? Quer dizer, você pode fazer plástica ou coisa do tipo?
    - Oi? Isso é depois da plástica!
    - Cara, você devia processar seu médico – falou, em meio à gargalhada.
    - Dessa vez ríamos tanto que não conseguimos parar nem depois que o Sr. Roche se aproximou e nos fez trocar de lugar com quem estava do lado.


O livro é dividido em oito partes, sob o ponto de vista do Auggie, Via – a irmã dele, e dos amigos: Summer, Jack, Justin e Miranda. Uma escrita simples e direta , com letra de bom tamanho, que dá fluidez a leitura e a torna muito prazerosa.

A autora mostrou com perfeição o efeito que tem uma família estruturada na vida dos filhos, também mostrou a superproteção dada a um filho, e os sentimentos do outro filho em relação a tudo que ocorre ao seu redor, como expectador, filho e como pessoa, seus reflexos na vida e na mente em sua constituição como pessoa.

Um livro carregado de lições de moral e amor, e como tudo isso pode ser demonstrado por simples gentilezas e mudar todos ao redor.

Aos menos sensíveis, esse livro passa uma boa lição com a forma madura e ao mesmo tempo intantil do Auggie, e aos mais sensíveis, tudo isso, mais as doses de emoções de arrancar lágrimas e até alguns soluços. E para aqueles que já passaram ou passam por coisas similares, mesmo não sendo – ou tendo - algo parecido com o de Auggie, vão se maravilhar pela forma que a autora conseguiu traduzir de forma simples e reduzida um tema tão polêmico e triste para aqueles que passam por isso todos os dias.


Toda pessoa deveria ser aplaudida de pé pelo menos uma vez na vida, porque todos nós vencemos o mundo – Auggie.



http://surtosliterarios.blogspot.com.br/2014/05/resenha-extraordinario.html


24 comentários:

  1. Jamais poderia imaginar que era disso que esse livro tratava, é forte e profundo. Quero sim ter a oportunidade de Lê-lo e mergulhar um pouco nas mensagens que ele passa! Bjoos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito forte e profundo e Auggie encanta o leitor.

      Excluir
  2. Parabéns pela resenha.
    Adorei esse livro, li em uma tarde. Gostei a forma como a autora passa de modo simples e perfeito um tema tão polêmico. Maravilhoso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Fernanda. Realmente uma leitura rápida e uma lição não só de vida, mas uma lição de atitude, humildade e gentileza.

      Excluir
  3. Esse livro parece o tipo que se lê em uma tarde mesmo e emociona. Não costumo muito ler livros que levam pra esse lado mas estou bastante ansiosa pra ler esse.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tiver oportunidade, leia. É encantador.

      Excluir
  4. Ai, meu Deus! Tô emocionada e ainda nem li o livro. Esse livro deve ser EXTRAORDINÁRIO, literalmente. Que história, hein?! Augie parece ser um garoto muito forte e maduro, apesar da pouca idade e tudo o que enfrenta. Esse tipo de personalidade me cativa muito e sem sombra de dúvidas esse livro é emocionante e faz com que o leitor reflita. Esse último quote é incrível! Espero ter a oportunidade de ler esse livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Extraordinário, e ao ler você fica sabendo o motivo do título. Auggie, apesar de criança, e ser criança no livro em alguns momentos, ele dá uma sacolejada em muita gente.

      Excluir
  5. Cinthia!!!!
    Que resenha maravilhosa, garota!!!!
    Fiquei com uma vontade imensa de ler o livro. Acho incrível quando o autor consegue com maestria traçar bem o lado psicológico das personagens envolvidas!
    Concordo com a Ingrid Sodré, esse último quote que deixou é incrível!
    Depois de ler essa resenha, estou te aplaudindo de pé!
    beijos muitos.
    :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Telma, ler esse livro foi ótimo. Lindo não é? Uma frase perfeita por si só.

      Excluir
  6. Eu ganhei um top comentarista, que tinha esse livro pra escolher, mas acabei escolhendo outro, mas esse parece ser bem profundo e se tiver a oportunidade de ler, vou ler sim .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tiver oportunidade leia Jéssica, é um livro que se tira muito dele.

      Excluir
  7. Bom, não tenho o rosto deformado, mas sei o que é bullying, pq sofri muito na escola por causa dos óculos grossos e o cabelo alto.... eu imagino como é difícil então para um menino que não tem como tentar melhorar sua aparência, ter que ser aceito numa sociedade que acredita que a beleza é algo essencial! Ainda não li o livro, mas só vejo elogios, quero muito ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiza, para você que já passou por algo assim, ele mexe bastante. Essa leitura compensa por demais, é Extraordinário como Auggie lida com tudo.

      Excluir
  8. Oi Cinthia!
    Esse livro parece ser incrível! Quero muito ler, mas também tenho certeza de que irei chorar.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  9. Ah, eu quero muito ler esse livro!
    Pelo visto é mais infantil do que eu pensava, mas não tem problema, quero ler mesmo assim. Todo mundo fala tão bem dele, nunca vi uma resenha negativa, e deve ter algum motivo pra isso.

    ResponderExcluir
  10. Quero muito ler este livro, o tema da história é algo sobre o qual eu me interesse bastante, pois isso me ajudará mais a compreender o comportamento humano, o quanto somos capazes de julgar facilmente pela aparência e como muitas vezes não consideramos os sentimentos das pessoas, sem saber como isso afeta ou não a vida de alguém que sofre buylling.

    ResponderExcluir
  11. Toda pessoa deveria ser aplaudida de pé pelo menos uma vez na vida, porque todos nós vencemos o mundo – Auggie. Amei a frase. Tenho vontade de lê-lo.

    ResponderExcluir
  12. Cinthhia!
    Livros que abordam temas sociais como bullying são sempre interessantes, porque podemos aprender. E tudo que nos faz aprender é mais que válido.
    Acredito que como Auggie, muitas crianças, por estarem fora do que a sociedade dita como correto, sofrem nas escolas diariamente.
    Muito boa sua resenha.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  13. Eu sempre quis ler esse livro, primeiro pela capa, depois que fui lendo mais resenhas dele, inclusive essa, vi que se tratava de algo muito mais além do que uma capa bonita. Espero que mexa comigo assim como muitas pessoas o consideram um livro EXTRAORDINÁRIO literalmente. Gostaria muito de ter a oportunidade de lê-lo. Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Estou ansiosa para poder comprar este livro e aproveitá-lo ao máximo.

    ResponderExcluir
  15. O livro é encantador, e trata sobre um assunto polemico, sem contar que a capa acaba chamando um pouco de atenção também.

    ResponderExcluir
  16. Eu chorei lendo esse livro. Fiquei encantada com a forma que o autor abordou sobre uma doença que na verdade ele não vê dessa forma. Fiquei encantadérrima.
    Parabéns pela linda resenha

    M&N | Desbravadores de Livros

    ResponderExcluir
  17. É um livro perfeito, uma enorme lição de vida recomendo muito mesmo.

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Vai ser muito bom saber o que você achou dessa postagem!
Opine!