27 março, 2016

Resenha: O Outro Lado


Em "O Outro Lado", o leitor acompanha a jornada de um serial killer que acredita ter nascido com o dom de reconhecer os indivíduos verdadeiramente bons e que demonstram a benevolência e a nobreza de espírito por meio de seus atos. Ao identificar características tão sublimes de humanidade, busca uma maneira de garantir a passagem destas pessoas para o Outro Lado, um lugar criado por seu próprio imaginário, sua concepção particular de paraíso, confiando veementemente nesta prática como o sentido quase religioso e missionário de sua existência, atribuindo às pessoas que mata o significado do sonho e da esperança de constituir um ideário de vida societária onde somente o bem prevalecerá.                       Paralelamente, percorremos os corredores da mente de dois personagens: uma mulher que nos últimos seis anos apenas se dedica à recuperação de sua irmã em coma, vivenciando os dissabores de uma vida marcada por renúncias e distanciamento de familiares, amigos e diversões, declinada ao ambiente frívolo do hospital; e um adolescente que teve sua acessibilidade reduzida após um acidente, com seu cotidiano descrito, desde então, pela apatia, desesperança e narrativa que apresenta o olhar que ele próprio constrói sobre si, limitado pela dependência, exclusão, estigma, desigualdade e sofrimento. Em "O Outro Lado", os pensamentos e angústias destes três personagens são expostos. Suas histórias se cruzam. E então suas vidas alcançam outro significado.


IMPERDÍVEL!


Queridos surtadinhos,

Esse foi o brasileirinho que mais gostei, até aqui, no ano de 2016!

O livro é espetacular!

Quem aqui sabe que um dos meus gêneros favoritos é o suspense psicológico, com serial killers? (quase todo mundo, né?)

Pois então... é realmente difícil encontrar uma história desse específico gênero que seja bem escrita e não exagere em clichês. Esse livro é a exceção! Merece ser lido!

Os personagens são extremamente bem construídos, como se estivéssemos mesmo fazendo uma viagem à mente de cada uma deles... e pudéssemos acessar sua personalidade, com tudo que a envolve.

O livro é dividido em três partes e cada uma delas tem capítulos curtinhos, que deixam a trama ritmada e acende cada vez mais o desejo de ver o que há nas próximas páginas.

Na sinopse vocês viram nosso personagem principal, Allan (the psycho - se não viram, please... leiam lá em cima, urgentemente.). É incrível ter raiva e pena de Allan ao mesmo tempo. Num primeiro momento, pensamos em alguém que mata, inclusive aos que ama, de maneira fria (aparentemente) e o condenamos. Pois bem... o personagem de Allan é tão bem construído que tem horas que sentimos vontade de colocá-lo no colo e ajudá-lo e, em outras tantas, mataríamos com requintes de crueldade (eu o matei várias vezes e sadicamente!).

Com determinação tal qual a de Allan, encontramos Melissa. A força dessa mulher e a maneira com que nos apegamos a ela, é incrível. Obstinada, teimosa, traumatizada, introspectiva e com vida social "zero"... apaixonante.

Outra construção que achei magnífica foi a de Derek, que vive aprisionado em sua cadeira de rodas esperando a morte chegar e revoltado com tudo e com todos. Além de termos a mente de Derek descortinada por Flávio, o que nos possibilita criar uma super empatia, esse personagem tem papel fundamental em toda a trama.

Veja alguns trechos que nos mostram como Allan pensa:


Allan acreditava que a vida neste mundo era uma espécia de prisão para os bons de espírito e de coração, mas que a liberdade e a felicidade plenas poderiam ser alcançadas através dele. Essa era a missão para a qual fora destinado. Se por Deus ou por alguma outra força, ainda não havia compreendido, embora aceitasse firmemente essa convicção sem questionar. p.22


(...) Quando a olhou nos olhos, ele viu a dor. Tocou a dor. Quase recebeu a dor. E também viu o medo. Medo dele. Aquilo, mais do que qualquer outra coisa, o decepcionou e o intrigou instantaneamente. p.87

Percebem? 

A leitura é contagiante (não há vontade de parar) . Vilão e herói se revezam numa mesma pessoa. Só lendo pra saber o que digo.

Tô tão encantada que é difícil exprimir adequadamente em palavras (eu precisaria gritar muito pra traduzir o que sinto. #louca). Gostei tanto que "favoritei" no Skoob (tenho poucos livros em favoritos).

A maioria de vocês sabe que sou fã de Stephen King, Dean Koontz, Clive Barker, Richard Matheson e agora sou também fã de Flávio Assunção.








Coloque entre seus desejados no Skoob (clique aqui)!



PS.: Possíveis erros gramaticais ou ortográficos serão corrigidos em minha releitura 

19 comentários:

  1. Confesso que não conheço muito autores brasileiros, mas essa história parece super interessante. Louca pra ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, tenho lido mais e mais brasileiros, intercalando-os com os meus favoritos internacionais... alguns livros realmente não têm qualidade, mas esse é uma grata exceção!
      Vale a pena.
      beijos
      :)

      Excluir
  2. Não conhecia o livro e me encantei com a história. Achei o perfil do serial diferente pois seu conceito de certo e errado baseia-se em sua mente. quero ler e pretendo procurar na livraria para ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Maristela... ele tem um perfil bem diferente mesmo.
      Eu tenho certeza de que, como eu, você vai encartar-se.
      beijos.
      :)

      Excluir
  3. Oi. Uma trama bem envolvente e marcante. Não sabia que era de autor nacional. Gostei da novidade. Vou experimentar ler ele. pois a trama me conquistou. Serial killer são os meus preferidos. tem cara de ser eletrizante do começo ao fim.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Eu fico sempre muito contente quando vejo alguma novidade literária de um escritor brasileiro. Com certeza lerei este livro! Adoro histórias que falam de pessoas psicóticas ou que tratam de assuntos da mente.
    Vou deixar anotado aqui que a capa é linda XD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse suspense vale muito a pena, Lavínia!
      :)

      Excluir
  5. Oi, Telma! Tudo bem?

    Eu leio livros de serial, porém com um pouco de desânimo. Mas suas resenhas muito bem elaboradas tem me despertado interessado em poder ler mais livros deste gênero! \m/

    Valeu pela dica! :-bd
    Beijos!

    Danny
    Participe do SORTEIO MÊS DAS MULHERES no Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel, por que o desânimo ao ler meus queridos seriais? x( rs
      beijo, queridão
      :D

      Excluir
  6. Vilão e héroi na mesma pessoa? Que íncrivel! Já me deixou interessda, ainda mais que é de um escritor brasileiro e eu estou buscando ampliar meus horizontes para os nacionais, já esta na lista de desejados!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois vc me conta se conseguiu descobrir quem é o "vilão-herói"...
      ;)
      beijos, sua linda.

      Excluir
  7. ah, cada dia que passa fico mais apaixonada por nossos brasileiríssimos *-*
    gostei muito da sua resenha Telma
    parece ser realmente um livro impressionante!!!
    ah, e eu ameeeeei essa capa *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daiani,
      Esse livro está entre meus favoritos... realmente, tudo de bom!
      beijos, belezurinha.

      Excluir
  8. Oi Telma
    Adorei saber um pouco esse livro, é sempre bom ver como a literatura nacional está crescendo sempre em qualidade e se diversificando, e além do mais tem como não amar uma boa história de serial killer?!
    Ps: você já leu 26º Grau?

    ResponderExcluir
  9. Sabe quanto tempo eu esperei por um livro com essa temática? ...Desde de que terminei de ler o mangá Death Note. E isso faz muuito tempo! E agora me aparece essa dlç de livro, como assim?! <3
    Adorei a resenha, e fiquei muito feliz por você ter divulgado o sorteio. Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Gostei muito da resenha que me deixou bem curiosa sobre esse livro, gosto dos suspense psicológico mas é um tema que quase não estou lendo por isso é sempre bem legal quando pegamos a indicação de um livro que parece ser tão bom e parece o tipo de livro que só conseguimos larga quando terminamos e achei nem interessante esse lado Vilão e herói em um mesmo personagem !!

    ResponderExcluir
  11. Bom, por estudar psicologia fico muito interessada em livros que aborda estórias de serial Killers, nos quais criam em sua mente mundos imaginários, dons, por isso gostei bastante tanto dessa trama, imagino que deve ser bastante envolvente e cativante, ainda mais por intercala personagens, espero ter a oportunidade de ler esse livro logo.

    ResponderExcluir
  12. Oiie, tudo bom?
    Eu não conhecia o livro, mas pelo visto ele é muito bom, gostei muito da resenha e fico muito feliz em saber que temos personagens muito bem construídos, pretendo ler assim que me for possível, e claro que eu amo nacionais mais um motivo para o livro ir para minha lista.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Vai ser muito bom saber o que você achou dessa postagem!
Opine!