26 janeiro, 2016

Enquanto Bela Dormia


Nos salões de um castelo, uma confidente leal guardou por muitos anos os segredos de uma rainha linda e melancólica, uma princesa que só queria ser livre e uma mulher que sonhava com a coroa. Esta é sua história.
Ambientada em meio ao luxo e às agruras de um reino medieval, esta releitura de A Bela Adormecida consegue ser fiel ao clássico ao mesmo tempo que constrói uma narrativa recheada de elementos contemporâneos. Nessa mescla, os dramas de seus personagens – um casal infértil, uma jovem que não aceita viver em uma redoma e uma família despedaçada pela inveja – tornam-se atemporais.
Quando a rainha Lenore não consegue engravidar, recorre aos supostos poderes mágicos da tia do rei, Millicent. Com sua ajuda, nasce Rosa, uma menina linda e saudável. No entanto, a alegria logo dá lugar às sombras: o rei expulsa de suas terras a tia arrogante, que então jura se vingar. Seu ódio se torna a maldição que ameaça a vida de Rosa. Assim, a menina cresce presa entre os muros do castelo, cercada dos cuidados dos pais e de Flora, a tia bondosa e dedicada do rei que encarna a fada boa do conto original.
Mas quando todas as tentativas de proteger Rosa falham, é Elise, a dama de companhia e confidente da princesa, sua única chance de se manter viva. E é pelos olhos dessa narradora improvável que conhecemos todos os personagens, nos surpreendemos com o destino de cada um e descobrimos que, quando se guia pelo amor – a magia mais poderosa do mundo –, qualquer pessoa é capaz de criar o próprio final feliz.


Surtados queridos,
Essa história foi uma gratíssima surpresa!

Muitas são as versões dessa história que quase toda a população Ocidental (e por que não dizer Oriental, também?) já ouviu.

Eu sou maluca por versões de clássicos (isso vai para a música também - amo covers) e, Elizabeth Blackwell soube recontar com maestria!

Desta vez, o narrador não é um ser à parte...  a narrativa continua sendo em terceira pessoa mas, quem conta a história é Elise, que testemunhou tudo. Depois de tanto ouvir a história como já ouvimos, Elise decide contar a historia original para sua bisneta.

Eu já amei a narrativa de Blackwell desde o primeiro parágrafo do capítulo Um (o que é raro pra mim). Palavras de Elise:

Não sou o tipo de pessoa sobre quem contam histórias. Os que têm origem humilde sofrem suas mágoas e comemoram seus triunfos sem serem notados pelos bardos e não deixam vestígios nas fábulas de sua época. Criada numa mísera fazenda com cinco irmãos homens, eu sabia que se esperava que me casasse aos 16 anos e trabalhasse num pedaço de terra igualmente pobre, com minha prole de filhos subnutridos. 

Seria redundante recontar parte do livro porque achei a sinopse deste, em específico, cheia de conteúdo. Sair da sinopse seria o mesmo que dar spoilers.

O fato é que, há muito além da sinopse! O final é fantástico! Maravilhoso! 

A história relatada é tão verossímil que eu cheguei bem perto de acreditar em tudo o que era descrito! Amei essa sensação! Amei pensar que a origem de "A bela Adormecida" poderia mesmo ter sido essa que foi contada por Elizabeth Blackwell. A criatividade e habilidade de escrita são incríveis!

Se revelei algum talento para relatar os acontecimentos da minha vida, agradeço aos dias que passei confinada com Rosa, pois eles fizeram de mim uma contadora de histórias. (...)

Nas primeiras noites, recontei histórias que Rosa adorava quando pequena, histórias de belas princesas e nobres cavaleiros que matavam dragões cuspidores de fogo. Lendas em que se quebravam feitiços e o amor triunfava. Quando se esgotou meu estoque dessas diversões passei para relatos mais verídicos. p.321

O trabalho da Editora Arqueiro também me impressionou!

A capa é linda e o trabalho gráfico e de diagramação, sensacionais, como você pode ver na minhas fotos abaixo:







Assim que Millicent (esse nome não te dá calafrios?)  entrou na história, me vi sem conseguir parar a leitura!

Sem dúvida existem várias versões para  a história de "A Bela Adormecida", mas essa foi uma das que mais gostei!

O livro vale super à pena!








Rosa é o nome da bela princesa de "Enquanto Bela Dormia"

20 comentários:

  1. Telma essa capa é muito bonita. Algumas versões que já li sobre as histórias clássicas não me deixaram muito feliz, mas outras simplesmente me conquistaram, e essa parece ser bem assim, não é uma versão distorcida dos fatos, mais parece uma outra história. Acredito que amarei esse livro. A Arqueiro tem se superado quanto a diagramação e trabalho gráfico, simplesmente ficou perfeito nesse livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho certeza absoluta que vc vai amar essa, Oliveira.
      è drama, é romance, é história, é conto de fadas e... é sensível.
      beijocas
      ;)

      Excluir
  2. Telma-de-Deus!

    Que capa super TOP! Achei um luxo!
    Quanto sua resenha, o que dizer da minha resenhista preferida??!! \m/
    Você arrasou e acredito que como eu, muitos outros irão adorar ler este livro, pois os convencerá a ler esta obra! Parabéns! :)

    Beijokonas! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dani,
      É como eu disse pra Cinthia, acima: "è drama, é romance, é história, é conto de fadas e... é sensível.
      E eu tõ toda me achando sua resenhista preferida!:D
      beijoconas, seu lindo!

      Excluir
  3. Telmaaaaaa.! Eu li esse livro e amei também. Tenho que revelar que tenho uma queda por capas bonitas :D kkkk. E é impressionante como a sua resenha expressa exatamente o que eu senti "O fato é que, há muito além da sinopse! O final é fantástico! Maravilhoso! " =D7

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou maluca por capas bonitas também, Erica... design gráfico é um hobby meu então, sou muito observadora!
      Muito feliz que tenhamos sentido as mesmas coisas pelo livro!
      Um beijo grande :)

      Excluir
  4. ah que belezura,
    adoro essas histórias de quando eu era criança, e essa capa é maravilhosa, amei amei!!

    Alias, você poderia ter contado um pouquinho mais da história pra gente né..
    Nos deixou querendo mais...

    ahushaushuahsua
    beeijos gatona!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem pensar, Dai....rs
      Só digo que pode confiar, vale muito a pena!
      beijocas, sua loira lindezona
      :)

      Excluir
  5. Olá!
    Essa capa já é um sonho!
    A sinopse então já me fez viajar na história como se nunca tivesse lido nada a respeito.
    E a sua resenha foi para instigar ainda mais a minha curiosidade. Gostei muito de saber que a história é boa, que essa versão ficou bem escrita. Gostaria muito de ler, vou add na minha listinha, kkkk
    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Facebook
    Twitter
    Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alê,
      Depois que tiver lido me conta o que achou!
      :)

      Excluir
  6. Oiie!
    Fiquei muito contente em saber que existe uma boa releitura de um dos meus clássicos de contos de fadas favorito! Sinceramente, eu não sabia que existem tantas releituras do conto "A Bela Adormecida", porque os que vejo mais tanto em livros como, e principalmente, nos filmes são os da "Branca de Neve" e "Cinderella". Dede já quero muito ler esse livro também! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lavínia.... há até uma versão em que Bela dá à luz e seus filhos comem sua carne enquanto ela dorme!
      WTF!!!! What!!! ...rs
      Isso mesmo... nem todas são historinhas para dormir.
      beijão

      Excluir
  7. Esse era um dos lançamentos que eu mais queria ler, já pela capa e premissa. Na primeira resenha que leio dele, aqui nesse blog, fico ainda mais ansioso p/ poder ler essa adaptação que parece super bacana ^-^ Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dan,
      Se e quando tiver a oportunidade de ler, me diga o que achou!
      beijocas
      :)

      Excluir
  8. To doida pra ler esse livro, e confesso que as vezes compro o livro pela capa... e essa está belíssima. ... espero dar conta de todos os livros que quero ler esse ano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa capa é um arraso... mas graças a Deus há conteúdo também!...rs
      beijocas pra vc!
      (PS.: Também fico tentada a comprar o livro pela capa)

      Excluir
  9. Olá, Telma. Agradável a leitura dessa sua resenha. Aguça a curiosidade sobre a releitura de um clássico. Você conseguiu apresentar detalhes sem entregar totalmente o seu conteúdo chamando o leitor a consumir e mergulhar na história. Senti interesse em ler o livro embora não faça parte do meu interesse literário. A apresentação é bem atraente, com uma capa bem chamativa e condizente com o contexto da história, sem falar na fonte utilizada nos títulos! Bem convidativa a resenha que chama o leitor a incursar num mundo de magia e fantasia! Adorei!!!

    ResponderExcluir
  10. Desde criança amo contos de fadas, inclusive assisto à série Once Upon a Time, que também conta essas histórias de um jeito diferente. Há alguns dias vi esse livro no Skoob e me interessei, por recontar uma história que amo de uma nova perspectiva. Adorei sua resenha, conseguiu passar bastante sua animação ao ler o livro, o que deixa um gostinho de "quero ler também!". A capa é linda mesmo, concordo. Já queria comprar esse livro, mas agora quero muito mais!

    ResponderExcluir
  11. O livro é lindo, fato. Mas o que achei mais interessante foi o ponto de vista, já vi varias releituras de contos de fada e são sempre pelos olhos dos protagonistas, é muito boa essa premissa de pegar um personagem um pouco mais imparcial para contar uma história conhecida. Depois dessa resenha minha lista de leituras futuras já aumentou!

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Vai ser muito bom saber o que você achou dessa postagem!
Opine!