26 novembro, 2015

Arma de Vingança


O que você seria capaz de fazer por vingança? Suportaria uma vida cercada de mentiras, traições, dores, crime e morte? Ana sobreviveu. Pagou o seu preço com marcas que o tempo nunca será capaz de apagar. 

Deixou para trás toda a inocência de criança para dar lugar a uma mulher fria e calculista, disposta a ser a perfeita arma de execução contra aqueles que tentaram destruí-la. Para conseguir os seus objetivos, não terá limites: irá mentir, enganar, seduzir e trair... Sem remorsos ou pena daquele que um dia julgou amar. Prepare-se para ouvir a história de Ana. Caminhe na tênue linha entre a paixão e a obsessão e veja como até os príncipes encantados tem o seu lado sombrio. Afinal, esta não é uma história de amor.




Queridões,

Tudo bem por aí?

Esse foi o livro mais escolhido por vocês, para sorteio e será sorteado no próximo mês.

Li e procurei saber mais do autor, que me encantou demais com a capacidade de escrita!

O que encontrei, me surpreendeu positivamente: além de tudo isso ele é dotado de tremendo bom humor:


Escritor, leitor inveterado e autêntico cheirador de livros. Desde cedo apaixonado por literatura, via em cada aventura lida um recanto conhecido. Começou com contos, crônicas e poesias. Algumas premiadas como “Reino Solidão”. Seu primeiro romance publicado foi Arma de Vingança. Logo depois vieram as novelas A voz e Um toque de solidão. 

Vamos ao livro?

Essa é uma edição especial de pré-lançamento da Universo dos Livros.

O livro é narrado em primeira pessoa e esta nos recebe com o seguinte trecho:

Seja bem-vindo ao meu reino
Onde o melhor é servido frio
E a sua dor é minha inseparável companheira.
Aqui, você vai sentir
Cada uma das carícias que não em retribuiu,
Cada beijo meu que não sentiu,
E todas as vezes que te procurei
E não obtive resposta.

Em cada canto meu
Você vai arder de desejo
Sem nunca ser saciado

Afinal, se sangrei
Machuquei
Sofri
Chorei
Por que você também não?

Bem vindo seja,
Ao meu reino de Vingança.

Onde as noites são cada vez mais escuras

O livro é separado em quatro partes:

Parte 1: Fragmentos de Ilusão


Parte 2: A Outra Face da Moeda


Parte 3: Pesadelo

Parte 4: A Vingança

O tema é bastante antigo e, por outro lado, atualíssimo!
Uma mulher que, por conta da inocência (que normalmente julga pela aparência), faz péssimas escolhas e entrega-se a homens que a destroem (não totalmente, claro) em todos os sentidos possíveis... mas principalmente, a destroem psicologicamente.

O começo do livro, apesar de bem escrito é cansativo. Um monte de nomes faz a gente se desesperar levemente... rs* O autor nos apresenta amigos, namorados, pai, mãe, todos numa tacada só (ou quase isso) e, por conta disso, o envolvimento do leitor (eu) com os personagens fica comprometido. Não me envolvi demais com nenhum deles. Preciso desse envolvimento para "estar lá"!

Há mistérios que descobrimos no final do livro e há a parte mais linda: A vingança. Pode parecer estranho pra você que me acha um doce, mas eu torci e vibrei com cada gesto de vingança dela (por vezes extremos). Me senti vingando, por tabela, todas as mulheres que são submetidas a homens de maneira extrema e sem consciência dessa submissão.

Não há falhas na escrita do autor! Ao contrário! Achei a escrita perfeita.

O que me incomodou muito foi esse "não envolvimento" com os personagens e o excesso de tragédias sucessivas. A vida é um excesso de drama e tragédias, é fato... e para alguns mais do que outro mas, por alguma razão, não consegui acreditar nessa avalanche de tragédias.

Esse é um livro que eu leria, mesmo depois de ler uma resenha como a minha, que narra os aspectos positivos do livro, mas também os negativos. 

Deixo vocês com alguns quotes:



“Mergulho em um denso lago, rubro e revolto como sangue. Tento não afundar, mas é em vão. O ar me falta e a consciência vai sumindo, lentamente. Sei que não tenho mais chances de sair dali.”


"Esfaqueie o bolo e faça um pedido."


"Como o mal poderia ser tão belo?"


''Hoje, olhando para trás, eu tenho a mais absoluta certeza de que a vida é um grande tabuleiro, onde jogamos pela nossas almas. E nessa partida, fui uma simples torre onde dois reis que se achavam poderosos tentaram derrubar. Mas sem que eles sequer pensassem, a apagada torre se transformou em uma rainha, feita de sangue e ira, dando um xeque-mate em cima de todos.''


Muitos beijos surtadíssimos!!!






PS.: Possíveis erros gramaticais ou ortográficos serão corrigidos em minha releitura




20 comentários:

  1. Olá, Telma! Mais uma bela resenha! Não conhecia esse livro, mas acho que vi a capa dele em algum lugar (acredito que o vidro partido que me chamou a atenção). Lendo a sua resenha me lembrei por diversas vezes de Dogville, você já assistiu? É com a Nicole Kidman e o filme é simplesmente maravilhoso. Acho que o que mais me fez lembrar é essa vontade que temos (junto com a protagonista) de nos vingar daqueles personagens que a tanto fizeram mal... Só por me lembrar Dogville já fiquei mais interessada ainda! Parabéns, linda Telma, por mais esta resenha maravilhosa! Beijos! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que ainda não vi Dogville, Ká, mas fiquei hiper curiosa agora! Ao menos não me lembro nada parecido com Nicole Kidman.
      Vou procurar saber.
      Até seus comentários são gostosos de serem lidos.
      beijos, coisa linda! Feliz que tenha gostado.
      :)

      Excluir
  2. Telma, adorei a capa desse livro, e essa flor deu um "tchan" nessa resenha...
    Gostei muito, apesar de ser romântiquinha gosto desses livros onde o personagem coloca toda sua ira pra fora haushuahsu
    Gostei muito dos quotes tbm..
    Parabéns pela resenha *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa desse livro é deslumbrante mesmo!!!!
      Eu acredito que vc iria gostar desse livro, Dai... quando ela se vinga é tudo de bom!
      ;)
      beijos, sua maravilhosa!

      Excluir
  3. Parece ser bom esse negocio de vingança as vezes mexe com a cabeça.

    ResponderExcluir
  4. Telma acredito que o não envolvimento seu com os personagens é devido a essa sequência de tragédias, não será isso? Apesar de ser um livro que sei que gostaria de ler, não é o momento para isso. Talvez mais adiante, quem sabe. Essa sequência de tragédia não vai me deixar muito bem por agora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa sequência de tragédia realmente foi um dos fatos de eu não conseguir me apegar.
      :/

      Excluir
  5. Gostei do livro e apesar do tema não ser um dos meus favoritos ,gostei ,a capa e o enredo são bem legais ,tmb gostei de me envolver com os personagens ,que pena que isso não acontece no livro ....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pena mesmo.... mas eu leria, de qualquer forma.
      O tem ame encanta!
      ;)

      Excluir
  6. A capa ta linda a historia parece muito interesante
    Nao e muito meu tipo , mas to querendo ler coisas novas vou torce nesse sorteio

    http://estilodenerd42.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. A capa ta linda a historia parece muito interesante
    Nao e muito meu tipo , mas to querendo ler coisas novas vou torce nesse sorteio

    http://estilodenerd42.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Gostei do livro principalmente do tema e legal ver como a vingança pode ser trabalhada de varias formas diferentes, só não gostei muito desse excesso de drama e tragedia !!

    ResponderExcluir
  9. A capa ficou bem atraente e chamativa e nos coloca de forma adequada no universo do tema. Vingança sempre gera bons livros ou novelas mexicanas (nada contra, eu inclusive assistia todas). Também sou uma pessoa tranquila, classificada como boazinha, mas torço por justiça em todas as situações, doa a quem doer. Assim, acho que irei apreciar bastante esse livro.

    ResponderExcluir
  10. Oi! Vingança é um tema antigo mesmo, acho que pode ser considerado o mais antigo de todos, quase sempre se encontra nos enredos, até mesmo quando não se tem nada o que vingar, mas tem personagens malucos, com certeza! rs. Mas essa me pareceu uma vingança justa, mesmo que eu ache que guardar rancor pode nos fazer apodrecer por dentro. Porém convenhamos que é sempre prazeroso ver o malvado pagando pelo o que fez. Principalmente quando se trata de homens que costumam maltratar mulheres de diversas maneiras possíveis. Mas sinto que faria bem uma "enxugada" na história, avaliar que personagens não trazem algo para o enredo, que fatos e situações poderiam está apenas dando "peso" a trama, até porque o leitor pode ficar confuso.
    Amei a resenha e a imagem da rosa também.

    ResponderExcluir
  11. Olá Telma Adoro suas resenhas, se o livro tem pontos negativos temos que falar... tenho isso também se não aproximo dos personagens não consigo entrar na história Mesmo que não me identifique com eles preciso me importar ... Bjo

    ResponderExcluir
  12. Me sentindo como na novela A Usurpador após esta resenha rs.

    Fiquei na dúvida se leria um livro assim 😉

    Hug lindona

    ResponderExcluir
  13. Me sentindo como na novela A Usurpador após esta resenha rs.

    Fiquei na dúvida se leria um livro assim 😉

    Hug lindona

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Vai ser muito bom saber o que você achou dessa postagem!
Opine!