16 junho, 2015

O Céu Está em Todo Lugar

"Eu deveria estar de luto, não me apaixonando..."


Este é um livro de estreia vibrante, profundamente romântico e imperdível. Lennie Walker, de dezessete anos de idade, gasta seu tempo de forma segura e feliz às sombras de sua irmã mais velha, Bailey. Mas quando Bailey morre abruptamente, Lennie é catapultada para o centro do palco de sua própria vida - e, apesar de sua inexistente história com os meninos, inesperadamente se encontra lutando para equilibrar dois. Toby era o namorado de Bailey, cujos sentimentos de tristeza Lennie também sente. Joe é o garoto novo da cidade, com um sorriso quase mágico. Um garoto a tira da tristeza, o outro se consola com ela. Mas os dois não podem colidir sem que o mundo de Lennie exploda...






Livro ùnico
Jandy Nelson
424 páginas
Novo Conceito


Antes de ler esse livro li diversas resenhas, e em todas disseram que era muito emotivo e muito bom. Não dei muita credibilidade ao que li sobre ele tocar muito o lado emotivo, pelo simples fato de não ser tão emotiva. Comecei a lê-lo e simplesmente não conseguia me conectar com a história, parei de lê-lo quatro vezes, pensei que nunca conseguiria lê-lo, todo o sofrimento de Lennie e a perda de “rumo de vida” dela e de Toby me deixou enfadada de início, mas um dia comecei a lê-lo de novo e fui adiante e não consegui parar até termina-lo, pois: “cada um sente diferente a dor da perda de um ente querido”. 

Com uma história simples e comum sobre problemas cotidianos e familiares a autora construiu um texto que de uma forma ou outra alcança o leitor. A mensagem que é passada por ele é muito linda, e a construção dos personagens traz marcas comuns que pode fazer com que qualquer um se identifique em parte ou por completo com um ou vários dos personagens.

Lennie sofre uma perda grande em sua vida. Sua irmã mais velha morre por uma arritmia cardíaca fulminante, ninguém jamais esperava algo assim, ela jamais apresentara algum vestígio de ser ou estar doente. Bailey era a garota radiante, popular, que chamava atenção ao passar em qualquer lugar pela sua beleza e presença, tinha um namorado pelo qual era apaixonada, e sonhava com o estrelado, bem diferente de Lennie, que era o seu inverso. Ou pelo menos isso era o que parecia. Lennie vivia a sombra de sua irmã mais velha, seu escudo e sua admiração.

Quando Lennie perde sua irmã, passa a escrever bilhetes e deixa-los espalhados por onde passa. Isso dá o toque especial nas páginas do livro que veem intercaladas por esses bilhetes que expressam os sentimentos dela no momento que os escreve.

Só que as coisas ficam estranhas entre Lennie e Toby, o namorado da irmã, e tudo fica mais confuso quando regressa para a escola, um mês após a morte da irmã, e Lennie se depara com Joe Fontaine, o garoto novo da escola, lindo, consegue tocar qualquer instrumento, e que parece sempre estar nos mesmos lugares que ela.

Os dois possuem uma forte atração pela música, Lennie toca Clarinete e Joe vários instrumentos, cada qual com seus segredos e problemas internos e externos, vão ter de descobrir como vencer todos os obstáculos para seguir com suas vidas.

O diferencial nesse livro é que cada um dos personagens chega com uma bagagem carregada de problemas, nenhum é perfeito, nenhum busca a perfeição, buscam viver um dia após o outro e ser feliz.

A autora trabalha de forma a mostrar como a mentira familiar, o psicológico de uma criança que cresce dentro dessa mentira, as drogas, a excentricidade, o momento de deixar o passado no passado e seguir adiante, o encontro do que deseja para si próprio na vida, autoconhecimento e trabalha ainda com o luto, aquele sentimento de saudade e desejo que as coisas poderiam ser diferentes de alguma forma.

Gostei muito da diagramação do livro, só não gostei do material usado na capa, desgasta com facilidade, mas fora isso, ficou bonita.

Um livro lindo, triste, que mexeu muito com meus sentimentos, me fez sofrer com Lennie e Toby, a falta e saudade, a mudança na rotina, o apoio que se foi, a segurança que falta, o amor despedaçado e mostra o outro lado, o mundo não para, o relógio continua seu trabalho horário, a vida continua e só nos deixa a experiência do que aquela pessoa nos deixou enquanto esteve do nosso lado.  

Muito mais do que um romance, uma lição de vida, crescimento, amadurecimento, descoberta de si próprio, de seus limites e dos que estão perto, dos pequenos e grandes erros que marcam uma pessoa pela vida toda, do aprender a perdoar a si e ao outro... Não tenho como colocar aqui tudo o que contem nas páginas desse livro. Compensa ser lido, muitos vão amar. 

- Não importa como os outros chamam isso, Len. Esta é a nossa história, ele diz, usando seu tom de Dez Mandamentos, e é assim que entendo: profundamente.                                                                                              Pode-se pensar que, pelo fato de ler tanto, eu já teria imaginado isso antes, mas não me ocorreu. Nunca fantasiei essa interpretação a respeito de minha vida. Sempre me senti parte de uma narrativa, mas não como autora dela, ou como se tivesse algo a contar sobre ela, qualquer que fosse.
           Você pode contar a sua história da maldita maneira que quiser.            É o seu solo.




36 comentários:

  1. Olá
    achei muito bacana a proposta desse livro, já vi vários comentários
    sobre ele, inclusive de alguns prêmios, rsrs, adorei saber que o outro livro dela foi
    publicado aqui, adorei a capa
    Bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste, é uma ótima leitura!
      Beijos.

      Excluir
  2. Nunca tinha lido ou visto sobre esse livro me parece bem legal gostei da capa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom ter tido o privilégio de apresentá-lo a você pela primeira vez. Compensa ser lido.

      Excluir
  3. Cinthia, você diz não ser uma pessoa emotiva... tlavez não seja no aspecto geral da palavra mas, se esse livro emocionou (tocou) você, então suas emoções vieram a tona, né?
    Amei a abordagem de personagens comuns que não almejam perfeição... almejam apenas a vida. Isso faz com que nos sintamos próximos ou no lugar dos personagens. Adoro isso num livro.
    Pareceu mesmo, algo muito triste mas não sem propósito: profundo.
    Gostei do lance dos bilhetes. ;)
    Tenho esse livro aqui em casa... vou esperar minha fase "suspense" passar e vou lê-lo.
    Muitos beijos, sua linda
    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não expliquei Telma. Realmente não sou emotiva, daquelas que por qualquer coisa choram ou ficam sentimentais, poucas situações mexem comigo, e há algo nesse livro que mexeu: a mentira com o intuito de proteger.
      Quando o ler, vai ver. Beijos.

      Excluir
  4. Pela resenha e pela forma como você falou dos personagens, eles me pareceram tão reais que me encantaram! hahahaha
    Estou mesmo numa fase de ler livros que me façam chorar, então acredito que assim que eu encontrar esse por aqui, será o próximo que eu lerei.
    Adorei a resenhas!!
    Beijinhos
    Sara | Livro de Gente
    www.livrodegente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Cinthia, esse é um livro que com certeza eu leria! Adoro histórias assim! A sua resenha foi muito bem construída, consegui ter uma boa noção do belo livro que me espera. Bjos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia Sabrina, amaria saber como o percebeu.
      Beijos.

      Excluir
    2. Já está na minha lista de desejos!!! Acabando o meu da Meg Cabot, providenciarei essa obra! Bjos!

      Excluir
  6. Cinthia!
    Fiquei assim um tantinho confusa... primeiro disse que não era emotiva e depois disse que mexeu muito com seus sentimentos, te fez sofrer...
    Fato é que li esse livro e comigo mexeu muito mesmo. Lembro que na época que li tinha acabado de perder meu irmão e chorei baldes...
    “Quando defendemos os nossos amigos, justificamos a nossa amizade.”(Marquês de Maricá)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpa causar confusão Rudy. Uma morte não me emociona, seja da pessoa mais próxima a mim, já perdi assim. Você o leu, então vai entender.. Mexeu pela vida que nem chegou a vir - Toby, pela construção perdida da vida deles - Toby, tudo planejado - Toby, tudo muito concreto para mim, a mentira com o intuito de proteger as meninas - Lennie, principalmente o último. Por isso acredito que esse livro consegue alcançar muitos, até aquelas pessoas que diferem em sentir, foi o meu caso . Não consigo pensar nos que morreram, mas nos que ficaram. A morte existe para os vivos e não para os que morrem. Desculpa se pareço insensível com o meu jeito de encarar a morte e os dias posteriores a ela.
      Beijos Rudy.

      Excluir
    2. Não querida, não quis dizer que era insensível, queria entender e agora entendi.
      Na verdade dizem que sou fria em relação a morte também, porque meu entendimento é de que já sabemos que acontecerá, portanto, já devemos estar preparados. Sou um pouco assim como você, sinto, porém é apenas como uma passagem. A pessoa fica pelas coisas boas em nossos corações e foi... nós que ficamos, temos de tocar a vida mesmo.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  7. Oi, eu já li esse livro lembro ate que foi numa época que a novo conceito vivia fazendo sorteio de seus livros e num desses sorteios eu ganhei esse livro, como você não sou uma pessoa muito emotiva mas a livros que tocam nosso coração e esse foi um deles, eu achei a historia linda e emocionante e ate hoje gosto de pegar esse livro e dar uma folheada ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rissia, foi um dos melhores livros que li esse ano.
      Esse quote é um dos que amei, e também gosto de folhear o meu.
      Beijos.

      Excluir
  8. Eu sempre via esse livro mas só parava pra prestar atenção em como a edição é linda e caprichada, nunca nem vi sinopse dele, dá pra acreditar?! rsss
    Mas eu adoooro um drama e sou bem emotiva, então é certeza que vou amar. Me conquistou já.
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele por dentro é belíssimo também. A editora pegou os bilhetes de Lennie e foi colocando em partes estratégicas, ficou muito muito bom.
      Também amo a capa, é bela!
      Beijos.

      Excluir
  9. Não conheço o livro e nem a autora, mais pela sinopse e resenha ele parece muito interessante, só não gosto muito desse lance de se interessar por dois rapazes, não curto muito muito triângulos amorosos .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Franciele, não pense nessa parte do interesse por dois rapazes, é outra coisa e não isso, não posso dizer pois acabaria sendo um spoiler bem grande, pode ler que vai entender tudo. Beijos.

      Excluir
  10. Uma história assim deve abalar muitas vidas por ai. Não é nada fácil passar por sentimentos e perdas como esses que os personagens passaram. Acho que vou me emocionar demais ao ler este romance. Espero ter bons momentos com esta leitura. E espero que seja logo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Beth, depois me diga o que achou, vou amar saber. Beijos.

      Excluir
  11. O título me fez pensar em muita coisa, me chamou uma atenção muito grande. Esse vai para minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Algo bem reparado Karla, bem interessante. Gostei de sua observação!

      Excluir
  12. Nossa,
    Fiquei impressionada com a resenha, gostei muito do enredo do livro, gosto dessa coisa emotiva rsrsrsrs sou chorona confesso hehehe, eu não sentia vontade de ler o livro, mas agora pretendo dar uma chance a ele, que bom que você persistiu e conseguiu ler ele até o final.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camila se for chorona, não pegue um pacote de lenços, já prepare vários lençóis. (exagero!) Espero que goste, depois me conte o que achou. Beijos.

      Excluir
  13. Realmente parece ser uma história encantadora e de leitura leve, deve ser um bom livro. Parece também ter a dose certa de romance e drama. Adorei a resenha e fiquei com vontade de ler :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste. Tudo nele leva ao crescimento de cada personagem e tratamento da alma, é profundo.

      Excluir
  14. Nossa!!!!
    só de ler a resenha já fiquei triste
    parece ser um livro bem intenso
    deu até dó da garota

    ResponderExcluir
  15. Só para você saber: já tenho o livro. Mas prometi para o Lu ler o dele primeiro, tá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois quero que me diga o que achou, vou amar. Você é bem direta. Aguardando.

      Excluir
  16. Gosto da simplicidade da capa, mostrando que menos pode ser sim mais.
    A história parece ser muito emocionante mesmo, que lembrou um pouco o livro Corações Feridos, esse conflito vivido pelas irmãs, um vivendo a sombra da outra e a perda que ocorre, claro que esse livro é muito mais que isso, mostra que mesmo depois de uma tragédia temos que seguir com nossas vidas e enfrentar os problemas da melhor maneira possível, buscando nossa felicidade e superando as dificuldades, irei comprar junto com o mais recente lançamento da autora. Ótima resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. David, você sumiu, reparei! Obrigada pelo comentário. Tenho vontade de ler Corações Feridos, ainda não li, mas ao ver sua citação lembrei dele. Quero conferir o novo lançamento dela também.

      Excluir
    2. Dei uma sumida Cinthia, estou com uns problemas sérios de saúde na família, aí estou resolvendo e correndo atrás das coisas, mas é bem difícil.
      Eu tenho Corações Feridos, todos que leram gostaram, eu dei uma parada com tudo agora, assim que as coisas se tranquilizarem, volto com as leituras e sendo mais frequente por aqui.

      Excluir
  17. eita Cinthia, também tive problemas para ler o livro, mas compensou muito terminá-lo, é sem dúvida um livro muito booom!
    Eu amei a capa do livro, mas tbm acho que o material desgasta muito o que dá muiiita dó, mas é muito lindo..
    Sua resenha está explêndida, gostei demais, retrata muito bem o que o livro é.


    beiijooos!

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Vai ser muito bom saber o que você achou dessa postagem!
Opine!