31 agosto, 2014

Resenha: Um Dia

Vinte anos, duas pessoas, um dia.

 http://surtosliterarios.blogspot.com.br/2014/08/um-dia.html
por Cinthia

Livro Único
David Nicholls
320 páginas
Editora Intrínseca

Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro. Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas - vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois. Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida.


Sempre vejo a Aline do blog Livros y Viagens comentando que gostou muito desse livro e o consegui em uma troca no skoob para por fim a tamanha curiosidade. Entretanto, percebi que o livro não teve o mesmo impacto que causou na Aline, pois ela ama esse livro de coração, infelizmente comigo não foi bem assim.
O livro discorre sobre a vida de Dexter e Emma, ambos recém formados e até o dia da formatura ele jamais a tinha visto como alguém a estar com ele, mas acabam passando a noite juntos. Para Emma é um sonho, para Dexter logo após acordar o que ele mais pensa é deixa-la no quarto dela e ir embora, mas acabam passando o dia juntos, e ele percebe em Emma uma amiga ou algo mais que ele não consegue compreender. E a partir desse momento nunca perdem o contato como amigos durante os vinte anos a frente de acontecimentos em ambas as vidas: ilusões desfeitas, sonhos conquistados, outros nem tanto assim, e muitos deles destruídos pelas escolhas tão mal feitas.
Emma de início é uma garota recém formada com seus sonhos de arrumar um emprego, com todas as expectativas de uma pessoa que vai ter o início de uma vida independente, mas não tem nada consolidado ainda. Que de início tudo que pensa é ser “corajosa e ousada e realizar alguma coisa”.
Dexter, um rapaz popular, muito bonito, carismático, o tipo garanhão, e resolve sair com a Emma, sonha fazer o que sempre fez, ser popular e se dar bem na vida.
O autor mostra o desenvolvimento deles pelas suas escolhas na sua vida, mostra a fidelidade de Emma em sua amizade para com Dexter mesmo quando ele não é tão sensato como deveria ser.
Esse crescimento foi algo muito positivo, e foi o que o consolidou em uma mensagem linda sobre a sinceridade em falar o que deseja e pensa,  e que as atitudes em um relacionamento sempre depende disso, afinal, ninguém tem bola de cristal para adivinhar o que se passa dentro do outro, verdade? Mostra que o falar, pronunciar no momento certo pode mudar toda uma situação e pode trazer uma mudança de vida na outra pessoa, e que há pessoas certas na vida de cada um que se encaixam tão bem a ponto de tornar uma pessoa muito melhor do que ela seria se sozinha ou sem aquela pessoa específica. Outro ponto positivo foi mostrar quanto tempo de vida as pessoas perdem desnecessariamente por medo de falar o que está em seu coração, e que o tempo é cruel por se esgotar, e mesmo assim o pouco tempo surte maior efeito do que uma vida toda. 
A mensagem é linda, difícil foi lê-lo, e não foi a escrita do autor ser ruim, pois não é. Creio que o lapso de tempo me confundiu, a história é contada em cada 15 de julho desde que eles se conheceram, mas o autor não deixou nada esparso, mas para mim não funcionou. Outra coisa que me fez quase abandonar o livro: o Dexter é o cara mais safado que já vi, e suas atitudes me deixaram com tanta raiva que me fez parar a leitura várias vezes. Quando leio um livro assim, logo penso que há algumas mulheres que se sujeitam a algumas coisas parecidas ou piores, e mesmo na vida real não consigo entender essa submissão por causa de um sentimento. Mas, Dexter tem qualidades e cheguei a quase me surpreender, se ele não tivesse feito que o odiasse tanto, até teria.

Essa leitura para mim não funcionou, mas não quer dizer que não alcance outra pessoa de forma diferente. Afinal, tudo depende de sua vivência e convicções, o que é bom para mim, talvez não seja para você e vice versa. Ao lê-lo me conte sua opinião, vou amar saber. Há também a adaptação dele:







30 comentários:

  1. Assim como você, não consegui gostar desse livro...tinha lido tantas críticas positivas que aproveitei uma promoção e comprei o livro..Começei a lê-lo com grandes expectativas, mas a cada capítulo o desânimo me dominava e ficavamais com raiva do Dexter..aff, taí um "moçinho" que não me conquistou de jeito nenhum. Pra mim a Emma tinha que ficar com outra pessoa...Entendi o que o autor quis transmitir ,mas não sei se relrei esse livro novamente... Parabéns pela resenha...bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Enquanto o lia ficava pensando que tinha algum problema comigo, por não estar gostando, sério! Dexter... queria entrar nas linhas do livro e pegar na garganta dele, ele me tirou do sério, olha que era só um livro... e não sou muito de agir assim.

      Excluir
  2. Esse livro é muito discutido exatamente pq a maioria que lê acha coisas extremas, ou ama ou odeia. Já ouvi falar que o filme é horrível e o livro é bom, como também ouvi falar que o livro é 'ruim'. Fico indecisa se leio,mas n o compraria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fui das que não gostou, apesar de ter achado a mensagem bonita.

      Excluir
  3. Nossa, esse título é bastante sugestivo , legal!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia, depois deixe sua opinião, amaria saber.

      Excluir
  4. Oi, tudo bem?
    Eu gostaria muito de ler esse livro, a historia parece ser linda, eu ouvi falar do filme também e pretendo ver ele e ler o livro.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando o ler, venha me contar o que achou. Amo saber outras opiniões.

      Excluir
  5. Eu li.. Confesso que foi uma leitura arrastada até certo ponto.. Dexter é muito canalha.. E no final fiquei com dó dele...
    Eu daria ⭐⭐⭐ também...
    Qualquer hora assistirei o filme para tirar as conclusões finais
    Bjkas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu queria que o destino dele fosse... não posso dizer por ser spoiler, mas ao contrário do que ocorreu, sério. Acho que fiquei vingativa nesse livro! risos.

      Excluir
  6. Eu confesso que eu ainda não o li, mas o que já me falaram dele, já deveria ter lido, gostei de como vc descrevei a Emma e o Dexter e como o autor colocou bem na historia... Leitura futuramente...^^

    Abçs :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Compensa ser lido, uma linda mensagem, até porque mostra que as pessoas devem dar valor a vida e valorizar tudo hoje, pois amanhã pode não existir. Leia, e depois volte para comentar.

      Excluir
  7. Gostei da sua descrição dos protagonistas.
    Esse foi um livro que eu, particularmente, gostei muito. Ainda não vi o filme.
    Dexter é o cara mais safado que já vi também... haushuahsuahsuahushaus....:D
    Amei a resenha =D7

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, o Dexter me lembrou muito o totó (nosso cachorrinho) quando vê uma cadela no cio. Só que no caso do Dexter, era com todas as mulheres. Obrigada Telma, beijos (agora não esqueci viu!)

      Excluir
  8. Cinthia!
    O que acho de mais interessante nos livros é justamente a forma como atinge o leitor e aí é que digo o quanto nossas experiÊncias de vida influenciam o modo como analisamos um livro.
    O livro tem um enredo até interessante, mas para vocÊ não funcionou porque não gosta de traição, já outras pessoas acham que é um dos melhores livros que já leu.
    Fato é: temos de ler para conferir...kkkk
    Desejo uma ótima semana!
    cheirinhos
    Rudy
    Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rudy, se tiver oportunidade, leia. E sim, tudo nessa vida, como a encaramos depende de nossa vivência. Por isso amo a leitura, me faz ver muito estando no local que estiver com o livro. Obrigada Rudy, mesmo atrasada, desejo o mesmo, só que para o fim de semana!

      Excluir
  9. Este livro esta na minha lista de leituras, fiquei até triste com as três estrelas, mas vamos ver se flui pra mim neh
    Um beijo, te espero no blog
    blog Livros com café

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pepi, a mensagem é linda! Só não suporto traição, como a Rudy disse acima. Espero que goste.

      Excluir
  10. Não conhecia o livro. E não fiquei curiosa.
    Acho até que é mais provável eu assistir o filme, rsrsrs
    Eu também sou assim às vezes as atitudes dos personagens me enfurecem ao extremo.
    É foda!

    ♫ Conversas de Alcova ♫

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não assisti ao filme, assista sim. Espero que goste. Quem sabe não anima e acaba lendo o livro, não é?

      Excluir
  11. Eu ja tinha ouvido falar do livro,me interessei mas não muito,tanto que ainda nem li,a edição que saiu com a capa do filme ficou bem mais linda de se ver.Ainda pretendo ler,adorei a resenha,mas não muito em breve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A minha edição era a capa do filme, há mais para o que olhar do que essa. Obrigada, leia mesmo!

      Excluir
  12. To louca pra ler esse livro, vi muitos blogs dando 5 estrelas pra ele, dizendo que era maravilhoso e tal.. mas vai de cada gosto né? eu achei a historia bem interessante e to querendo muito ver o filme também, espero que eu goste da leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Ingrid, vai sim. A mensagem é linda, gostei muito. Mas, tive uns probleminhas com o Dexter... Assista ao filme e leia o livro sim, amaria saber sua opinião!

      Excluir
  13. Eu gostei do livro! Admito que teve horas que eu queria bater no Dexter porque ele era tão burro e também algumas partes maçantes na história, todavia, o livro me agradou sim. :) Gostei da resenha. Parabéns! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, e foi ótimo saber sua opinião. E, ainda bem que não foi só eu quem teve um furor contra o Dexter...

      Excluir
  14. Vamos ser sinceras aqui, okay? Eu odeio romance kkkkkkk Tem histórias e histórias de romance e coisas nelas que a minha moral e conservadorismo interior não me permitem aceitar. Eu nunca me interessei por esse livro por um preconceito de "é romance", agora, eu fiquei um pouco curiosa sobre ele, principalmente por conta dessa sua frase: "Quando leio um livro assim, logo penso que há algumas mulheres que se sujeitam a algumas coisas parecidas ou piores, e mesmo na vida real não consigo entender essa submissão por causa de um sentimento." Submissão é a palavra que me fez ficar curiosa, eu tenho um "quê" para não gostar de personagens (ou pessoas) sem amor próprio e que se deixam destratar por conta de um 'sentimento', pra mim é falta de senso prioridade. Eu sei que provavelmente vou morrer de ódio desse livro se eu lê-lo, mas me deu uma vontade de o ler mesmo assim rsrs Talvez eu seja um pouco contraditória ou masoquista o.O Acho que é a idade chegando auhauahu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é a idade não! É curiosidade, esse livro desperta curiosidade, alguns amam, outros nem tanto, e uma porcentagem nem consegue terminar de lê-lo. Causa esse reboliço. Espero que goste dele, caso o leia.

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Vai ser muito bom saber o que você achou dessa postagem!
Opine!