03 junho, 2014

Resenha: Em Busca de Wondla



por Cinthia



Série: livro1
398 páginas
Tony Diterlizzi
Intrínseca


Eva Nove nunca conheceu outro ser vivo - sua única companhia é a robô azul-clara Mater -, mas sabe que existem outros humanos no mundo porque guarda um item valioso: uma ilustração de uma garotinha, um adulto e um robô, junto da estranha palavra "WondLa". Quando a menina é obrigada a fugir de seu abrigo subterrâneo ultratecnológico para se proteger do ataque de um caçador, ela descobre um planeta fantástico e muito perigoso, povoado por criaturas estranhas.
Na companhia de um simpático cerúleo chamado Andrílio e de Otto, um urso-d'água com quem mantém uma comunicação telepática, ela vive uma jornada surpreendente, divertida e emocionante. Além das magníficas ilustrações em duas cores de Tony DiTerlizzi, o livro inclui mapas de Realidade Aumentada, nos quais os leitores podem seguir a viagem de Eva e seus amigos em 3-D.





Amo livros em que o autor utiliza sua criatividade, quando a explora e traz na escrita à exteriorização de suas ideias tornando-me parte daquele mundo como ocorreu nesse livro.

A sinopse resume o que o leitor vai encontrar no livro.

Um livro de ficção científica mesclado de fantasia e distopia, que possui um ar infantil, todo ilustrado, mas cada ilustração foi feita pelo próprio autor que se especializou para fazer livros infantis e é coautor das Crônicas de Spiderwick que já vendeu milhões de exemplares no mundo todo.

Voltado para o público infanto-juvenil possui uma história maravilhosa e com grandes lições, recheada de seres diferentes em um mundo nada típico como o nosso. Nele me deparei com árvores que andam, animais que se comunicam por telepatia, uma tecnologia muito avançada, um mundo muito bem planejado e composto de seres de várias espécies em que os humanos parecem não estar tão presentes, ou nada presentes, passando ser uma raridade.

As ilustrações são magníficas, nos norteiam como são os seres imaginados pelo autor, assim, você não corre o risco de formar uma imagem errada de cada personagem, eles já estão ali, a cada página. O livro é uma verdadeira obra de arte em ilustração.



Se você quiser que seus filhos
sejam inteligentes,
LEIA CONTOS DE FADAS PARA ELES,
Se quiser que sejam
mais inteligentes,
LEIAM MAIS CONTOS DE FADAS.”

- Albert Einstein

Eva Nove é uma garota de 12 anos criada desde bebê no subterrâneo em um local chamado Santuário. Ela nunca viu a luz do sol ou tocou nada na superfície, mas é treinada para um dia poder sobreviver sozinha no exterior. Quem cuida dela é uma robô chamada Mater que configura ser o mais próximo a uma mãe para a menina e nutri um amor grandioso por ela. Ela esconde de Mater um objeto que encontrou no interior do Santuário: uma ilustração de uma garotinha, um adulto e um robô, junto da estranha palavra "WondLa", que a faz se perguntar o que pode ser aquela ilustração e sonhar com um futuro na Terra ao lado de outros humanos.

Em um momento Eva Nove está segura no Santuário e, no outro, para salvar sua vida, precisa sair às pressas para a superfície deixando para trás Mater. Levando apenas seu traje regulável à temperatura ambiente necessário para sua sobrevivência, algumas cápsulas de comida e o seu Onipode – aparelho que possui todas as informações necessárias para ela se locomover, manter sua saúde física e vasto em informações sobre a Terra.

Ela acaba sozinha, sem nada e ninguém para conduzi-la (e logo de cara percebe que o Onipode nada pode fazer por ela), com seu jeito meigo e com sua inteligência ajuda alguns seres (Andrilio e Otto) e com eles vai construindo sua jornada a procura de outros como ela. E assim começa uma aventura excepcional, bem desenvolvida e com um final de deixar qualquer um mais do que agoniado pela continuação.

A história é cheia de mensagens de cuidado pelo próximo, amizade, valor a vida, confiança, amor, busca de si próprio e do pertencer a um lugar ou lar.

Se fosse resumir esse livro em uma frase, diria que ele é encantador, e muito pouco divulgado pelo teor lindo que possui.

A intrínseca está de parabéns por ter publicado essa série, pela tradução maravilhosa e o formato da letra que ficou em ótimo tamanho para a leitura, com ilustrações magníficas.

Uma leitura é rápida e muito prazerosa, com muita aventura e perseguições. Para mim uma das boas surpresas que tive nesse ano.



Eva parou e olhou para o rosto da robô, na esperança de encontrar na borracha de silicone e nos circuitos eletrônicos algum sinal de emoção verdadeira. Piscou e deixou rolarem as lágrimas que faziam seus olhos arderem. Mater era apenas um robô, mas tomara conta de Eva desde seu nascimento. Treinando-a. Protegendo-a.






19 comentários:

  1. Parece uma história bem fofa e interessante, adoro livros infanto-juvenil e com ilustrações, então adorei esse.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apesar de infanto-juvenil é uma ótima aventura, me surpreendi com ele.

      Excluir
  2. Embora o livro parece ser bom, eu não me interessei, mas porque não gosto muito de livros mais infantis. :T

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente temos que ler o que gostamos. Coisas que não gosto acabam ficando de lado sem que tenha interesse.

      Excluir
  3. Esse livro esta na minha lista de compras já há um tempinho, com certeza vou ler, parece o tipo de fantasia/ficção que eu me apaixonaria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lola, creio que quando o ler, vai gostar bastante.

      Excluir
  4. Adoro livros infanto-juvenis, adoraria poder ler este, gostei muito da sinopse.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tiver oportunidade leia, creio que como gosta do gênero, vai amar Wondla.

      Excluir
  5. Faz tempo que estou querendo ler, ele parece ser muito meigo e criativo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito criativo, com figuras impressionantes. Amei, já dava para ver aquilo que o texto descrevia.

      Excluir
  6. Cinthia!
    Livros infanto juvenis, na minha opinião, são ótimos de serem lidos porque não tem complicações, são sempre divertidos e esse especificamente que envolve ficção e imaginação, melhor ainda. Amo ficção e quando tem mapas e gravuras, ilustram ainda mais e estimulam nnossa mente.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia esse então, acredito que vai amar, a linguagem dele é ótima.

      Excluir
  7. O livro parece realmente ser muito encantador, às vezes é bom ler algo mais leve!!
    Beijos, Lerissa. :D
    lerissakunzler.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Um livro mega criativo, esta na minha lista a muito tempo e depois dessa resenha estou louca para compra-lo *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que não vai arrepender Nicoly.

      Excluir
  9. embora seja infanto-juvenil, fiquei louca pra ler kkkk queria que tivessem passado livros assim no colegio :/ acho que se passassem essas aventuras gostosas teriamos muito mais leitores no brasil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro que estimula realmente, comprei para uma pessoa ler. De início ganhei um de um blog, mas demorou chegar, e acabei comprando o livro 1 e o 2, justamente para essa pessoa ler, querendo estimular a leitura nela. Ela não gosta de ler. Minha surpresa foi enorme, ela leu o livro em 1 mês. O último livro que dei para ela ler, tinha 100 página e demorou 1 ano e meio para ler. Depois fui lê-lo, e é ótimo. Não li o livro 2 ainda, esperando essa pessoa ler, para que não fique querendo que conto a história. Compensa!

      Excluir
  10. Parece um livro bem nerd e isso prendeu a minha atenção. A citação de Einstein me cativou por completo.
    Com certeza fiquei com vontade de ler a obra.

    M&N | Desbravadores de Livros

    ResponderExcluir
  11. Bom, confesso que não sou nem um pouco fã de livros assim, mas achei esse uma graça!
    A riqueza nos detalhes que o autor parece fazer questão de descrever me deixaram encantada, com certeza o leria.

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Vai ser muito bom saber o que você achou dessa postagem!
Opine!