18 maio, 2014

Resenha: A Rosa da Meia-noite - Lucinda Rinley

http://surtosliterarios.blogspot.com.br/2014/05/resenha-rosa-da-meia-noite-lucinda.html

A Rosa da Meia Noite - Lucinda Riley

*suspiro fundo*



Esse livro foi um pedido atendido por um anjo bom... :) Estava querendo ler algo desses que a gente começa e não quer parar mais, sabe?
Tentei alguns romances mas, nada me prendia e eu recolocava na estante para ler mais tarde. Já meio desanimada fiquei pensando se o problema estava comigo... talvez eu é que não estivesse no pique para ler (o que é estranho, mas...). Nesse ínterim, a Rosa da Meia-Noite passou na minha frente várias vezes sem que eu desse ouvidos (ou olhos). Já pra desistir, peguei o livro (que criava pernas e aparecia em todos os lugares na minha frente, quase gritando "sou eu que você está procurando, puerra!"... olhei a capa linda (amo verde), passei os dedos pelas letras em relevo e lógico, cheirei as páginas. Comecei a ler sem compromisso e ele me chegou, como chegam os grandes amores... quando se desiste de esperar por eles. Tô romântica, né? Acabei nesse momento e não tem como não ficar entre feliz e melancólica. Uma saudade das personagens... Querendo passar mais tempo com elas! :(

Vamos à parte prática: Lucinda Riley sabe contar uma história. Sabe deixar espaços no quebra-cabeça que serão colocados nos capítulos finais ou posteriores. Alguns deles, previsíveis e clichês mas, ainda assim, carregados de uma emoção impossível de passar despercebida.

Como poderiam ser elos de uma mesma corrente, uma princesa indiana, uma praticante de Medicina Holística (considerada curandeira nos idos de 1900), castelos da Índia e seus marajás, lordes ingleses, plebeus, mansões, favelas, chalés e até uma atriz hollywoodiana dos tempos atuais? Lindo!

Céticos se misturando a fanáticos religiosos que fazem de tudo para que as coisas caminhem à sua maneira, em nome de Deus e, curandeiros, vistos como agentes do diabo atuando altruísticamente para beneficiar o próximo, sem esperar nada em troca. Por vezes a história parecia ser um dramalhão, por outras, tantas similaridades com nossa vida cotidiana... E não é nossa vida, se colocada em papel, um dramalhão?

Anahita, Donald, Rebecca, Ari, Indira, Anthony, dentre outros personagens cativantes, compõem essa história de 572 páginas que li em 2 dias ... fato, por si só bem incomum já que leio bem devagaaaaaar.... 

As personagens são verossímeis, com falhas... amar pode ser intenso e fugaz, ainda que haja verdade nas diversas facetas desse sentimento incrível que é o amor.
"Eu havia conhecido alguém que gostava de mim como eu era. Éramos amigos, apenas isso. Pelo menos me esforcei para acreditar nisso, mas a lembrança de seus lábios em meu rosto contava uma história diferente para meu coração." p.188

Devorei o livro. Não tem como parar.

Apesar de algumas redundâncias na tradução e poucos erros ortográficos, o mérito das 5 estrelas não foi  arranhado.

Super recomendo. ;)

*suspiro*






21 comentários:

  1. também to precisando de um livro que me prenda de verdade, que me chame atenção do inicio ao fim, valeu a dica flor, vou ver se compro esse!
    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho certeza de que é uma boa pedida, Lu!
      beijão em você
      Telma

      Excluir
  2. Quero muito ler esse livro, principalmente depois da sua resenha, fez esse livro parecer perfeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jéssica,
      Esse livro é tudo de bom, sim! :*
      Não vai se arrepender.

      Excluir
  3. Quer dizer que o livro ficou te perseguindo pela casa? hahahahahahah
    Poxa, se vc achou isso tudo, vou até adicionar no meu skoob!
    Beijos,
    Nanda do Maquiada & Esmaltada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficou, Nandinha...
      me perseguindo... hauhsuahsuhaushuashuahsa
      Tenho certeza de que você vai gostar muitão! :*

      Excluir
  4. Que resenha inspiradora, Thelma. Haha Tem livros que são assim mesmo. Eles ficam ali, encostados, no final da pilha e quando chega finalmente sua vez, surpreende. É muito bom quando isso acontece, né? Somos duas lerdas, então. Demoro séculos para ler, é muito difícil um livro me cativar o suficiente pra me roubar as noites de sono, mas fico feliz que "A Rosa da Meia Noite" tenha te proporcionado isso, é sinal de que trata-se de um livro ótimo. Adorei o quote escolhido, extremamente doce.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ingrid,
      que linda você! O livro é bastante doce... ainda nos momentos horrorosos a narrativa é doce.
      É muito bom saber que eu não sou a única que demora a ler! :/ Meu marido lê tão rapidinho... fico me sentindo uma tartaruga... bem, agora tenho uma companheira pra compartilhar o casco! rs*
      beijoconas em vc.

      Excluir
  5. Nossa.. quero muito ler esse livro, amei a capa, a sinopse e agora com a resenha me apaixonei.
    Com certeza será uma das minhas próximas aquisições. Parabéns pela resenha, sei como é quando um livro te prende rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fê....
      É uma delícia quando o livro toma conta da gente ... :)
      uma beijoca pra vc

      Excluir
  6. Nossa, também tenho levado séculos para ler um livro, não sei se é por causa do pouco tempo ou porque eles não conseguem segurar a minha atenção por tanto tempo. As vezes os livros que a gente menos espera é aquele que vai nos cativar. ótima resenha!

    ResponderExcluir
  7. Ei Telma, tudo bom?

    Menina, sou louca por esse livro! HAHA Sério, desde que vi em um e-mail da editora pirei. Ele tem a capa maravilhosa, sem contar que todas as resenhas possíveis elogiam muito o livro. Então eu já fico com aquela vontade de ler. *--------------*
    Assim que eu puder (e o dinheiro aparecer kkkk) vou comprar. E com certeza venho aqui dar minha opinião mais certinha. HAHA

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isla,
      Vou ver se consigo, junto a Editora, um exemplar para sorteio!
      Dedinhos cruzados.
      beijocas em você

      Excluir
  8. Nossa, já ouvi falar desse livro
    Gostei da resenha, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Feliz que tenha gostado, Naira.
      Montes de beijocas

      Excluir
  9. A primeira vez que vi foi no Skoob e já me interessei, mas principalmente depois de ver um vídeo da autora explicando o livro. Sabia que a partir dele foi que a autora descobriu que sua família já tinha morado na Índia, os seus antepassados, e um dos personagens tem o nome de seu antigo familiar. Isso é mágico. Amo histórias antigas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu li depois que vi o vídeo com ela explicando também... Assim como você, histórias antigas me fascinam. :)
      beijos grandes

      Excluir
  10. A emoção que você expôs na resenha é tão forte que é impossível o leitor não senti-la. Pelo menos eu pude claramente ver como esse livro te pegou hahaha! 572 página em 2 dias? Ah! Eu amei cada detalhe que você nos contou sobre o livro. Então, além de romance, ele vem com um "Q" de crítica social? Bem diferente. Mas espero conseguir lê-lo!

    ResponderExcluir
  11. Uau! Que história!
    Ótimo texto de resenha. Meus parabéns! Amei a maneira que vc usou para se expressar, me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda ela traz o universo como tema.
    www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

    ResponderExcluir
  12. Que história é essa? OMG! Vi que em um programa de tv falou sobre ele o recomendando, amei a sinopse e a capa. Amei tua resenha também, parabens!

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Vai ser muito bom saber o que você achou dessa postagem!
Opine!