04 abril, 2014

Resenha: Cores de Outono

Resenha por Cinthia
Keila Gon
440 páginas
Novos Talentos
Trilogia

Enquanto lia esse livro já pensava em como fazer a resenha. Tenho tido muitas surpresas com livros nacionais, me deparando com livros bons, e isso me traz uma grande felicidade.
Estava louca para ler esse livro, a capa me chamou a atenção de forma a deseja-lo para o dia anterior antes de conhecê-lo, se isso fosse possível. Um exagero absurdo esse meu, verdade?
Bem, medir vontade é como medir qualquer sentimento, impossível!
A escrita da autora me encantou. Keila Gon faz algo com as palavras, traça uma linha de pensamento e o molda entoando no enredo, fazendo uma história simples, até clichê, tornar não maçante ou cansativa. Não é fácil pegar uma história como a dela e não torna-la cansativa, e isso foi uma das coisas que mais me impressionou. Ela escreve uma frase corriqueira e insere uma palavra mais rebuscada dando uma boa entoação com o trabalho das palavras.
 Nesse primeiro livro da saga, Melissa, com 21 anos, perde a mãe e o padrasto em um acidente de carro e se vê com a responsabilidade de criar sua irmã de cinco anos. As duas, Melissa e Alice, vão morar com o avô em uma cidadezinha chamada Campo Alto. Lá, ela encontra uma figura enigmática: Vincent Dippel, integrante da família Von Berg, também chamado como um dos moradores da montanha. Uma montanha que todos dizem ser assombrada e muitos da cidade acham uma audácia o avô de Melissa morar próxima a ela, na verdade, no início da montanha. A trama se desenvolve entre Melissa e o Senhor Dippel. Personagens intrigantes vão aparecendo, elfos, bruxos e duendes. O cenário é lindo! Não posso descrevê-lo para não tirar a surpresa de quem vai lê-lo. O mundo de fantasia criado foi ótimo!
A narrativa é feita em primeira pessoa, Melissa é bem detalhista, uma personagem desastrada e que convida o desastre para si. Sem querer, ela esbarra em Vincent e sua reação não é como de todos na cidade, ela não foge e não mantem distancia dele, pelo contrário, ela fica entre a fascinação e a indignação devido suas atitudes ásperas.
Como sempre Vincent era o exemplo irritante dos opostos e parecia ter a dualidade como base de sua essência. Isso estava me enlouquecendo! Ele era o cavalheiro carrancudo, o gato manso e o tigre feroz; com seu olhar penetrante era capaz de seduzir, mas também de aterrorizar... e tudo isso dentro de um único homem. A personificação da confusão.
Estar na cabeça de Melissa até na página 160 foi um pouco agoniante. Uma jovem que precisa renunciar a si mesma e suas vontades, fica em conflito, e esse conflito me deixou um pouco agitada e fez com que não gostasse muito da personagem. Desejava o tempo todo estar na cabeça do Vincent, queria saber mais dele. Então, durante a leitura não conseguia afastar meus pensamentos dos outros personagens, queria saber logo o que ia acontecer e o que estava por vir. E conhecer cada um. Essa ânsia só terminou quando todos os personagens foram apresentados, e me vi no fim do livro com o desejo de saber mais.
A irmã da Melissa, Alice, para mim foi uma das personagens que mais amei. Seguida pelo casal Alex e Viviana, e a Aristela.
Cada personagem, não humano, possui uma característica de dons diferenciados, e amo isso em livros de fantasia, e espero que tudo seja bem utilizado nos próximos livros, pois pretendo ler. Há um grande potencial para a história!
Só não dei 5 estrelas para esse livro devido a história do romance ser bem batida, por ter ficado nos problemas conjugais que já li em vários livros e pela Melissa ficar um tanto voltada a seus problemas no início. Mas, para aqueles que amam um romance adocicado, com um mocinho de época que tira suspiros só de olhar nos olhos, ou por dar um sorriso, um cavalheiro com todas as letras e protetor, vão dar 5 estrelas de olhos fechados e amar a história por completo. E para aqueles que já estão um pouco cansados de romances tão adocicados, vale a pena devido à escrita fabulosa e o mundo criado.
Tudo o que mais espero é que a autora desenvolva no segundo livro a história com mais ação e aventura, e menos introspecção (esse foi outro motivo de diminuir estrelas nele). Há muitas perguntas a serem respondidas sobre Melissa, sobre os poderes e desastres, sobre Alice, sobre o mundo das Sombras, Vincent... mas, não pensem que a autora não terminou a aventura desse livro. Ela deu uma solução ao problema causado para a apresentação inicial dos personagens e inseriu expectativas sobre o que ela vai discorrer no próximo. Foi muito feliz em tudo o que fez, gostei bastante.  
É uma ótima leitura. Quero muito saber quando será o lançamento do segundo livro, Sombras da Primavera, pois o mundo que a autora criou me encantou por demais.

http://2.bp.blogspot.com/-K8Gf1FozuEU/UidJS3W35wI/AAAAAAAAF9Y/KHcvnI62dp8/s1600/3estrelas.gif
Cinthia

13 comentários:

  1. Fico feliz em saber que muitos autores nacionais estejam dando certo! A literatura brasileira não é uma coisa chata, como às vezes algumas pessoas acham por causa das "leituras obrigatórias das escolas", e isso é realmente uma boa surpresa! Achei a capa do livro muito bonita e delicada e já acabou chamando minha atenção! Saber, então, que é um livro de fantasia só ajudou para aumentar minha vontade de ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tali, tudo bem?! Apesar de ter um romance bastante clichê, os personagens são ótimos, e o reino de fantasia criado me surpreendeu, gostei bastante pela riqueza de seres, e creio que há muito mais sobre Melissa que a autora não revelou, estou com algumas perguntas na cabeça. E espero que Melissa amadureça mais e o relacionamento iniciado nesse livro 1 também.

      Excluir
  2. Parabéns por uma resenha envolvente como esta, ja estou muito curiosa para viver um pouco com Melissa e Alice. É ótimo ver que a literatura nacional anda com um crescimento acelerado, e com historias ótimas! Este livro entrou na imensa Listinha que irei ler, bjs! www.tresleitoras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cybele! Sei que vai amar Alice, ela é ótima. Espero que goste, depois quero saber sua opinião, me informe tá? Amo saber outras opiniões. Boa semana!

      Excluir
  3. Capa linda!
    Muito bom ver nossos autores se destacando. Ainda não li esse livro, mas fiquei super com vontade.

    ResponderExcluir
  4. Leia Fernanda, compensa muito! É de encantar com o mundo criado, a divisão que a autora fez. Estou esperando pelo segundo livro.

    ResponderExcluir
  5. Amei a capa do livro, mas infelizmente o restante não me chamou muota atenção, mesmo a resenha estando ótiiimaaaa ... Quem sabe um dia! :)

    ResponderExcluir
  6. #cacetada... são todas as estações? :o
    - confesso que julgo livros pela capa e ao ver essa eu SABIIIIIIIIIIIA que era vc qm tinha lido Cinthia kkkkkkkk não sei pq, mas é sua cara!! (e nem te conheço)

    gostei dos elfos, bruxos e etc .. não imaginei que eles apareceriam nesse livro..

    vamos laaaaaa.. o que mais dizer...

    aaaaaaaaaaah.. GOSTEEEEEEEEI :D

    ResponderExcluir
  7. Realmente a capa chama bastante atenção, dá a impressão de ser uma história bonita.
    O que gosto em autores nacionais bons é que ajuda a quebrar esse infeliz conceito presente em muitos brasileiros de que só é bom o que vem de fora.

    ResponderExcluir
  8. Com o "bum" dos canais e blogs literários eu tenho uma grade esperança que autores nacionais entrem em foco e que sejam mais valorizados pelo leitores. Já descobri o André Viancco, Raphael Draccon, fora os clássicos da literaturas brasileira que pra mim foi o começo da minha paixão pela literatura. Dica anotada!

    ResponderExcluir
  9. Parece interessante...
    E como eu adoro esses romances adocicados, creio que gostaria demais >.<
    Sabe, outro livro nacional muito bom que andei lendo nos últimos tempos é Sábado à Noite (é uma trilogia, da escritora Babi Dewet). Adoraria se o blog fizesse uma resenha referente a esse livro, afinal, basicamente amo o trabalho de vocês :D

    ResponderExcluir
  10. Que livro lindo, me deu muita vontade de ler *-----*

    ResponderExcluir
  11. Já fazia tempo que eu era louca pra ler esse livro sem ao menos nunca ter lido uma resenha sequer sobre ele, agora lendo a sua, posso afirmar que a história não é nada do que eu teria imaginado, eu não pensava que fosse uma história fantasiosa, pensava que era um romance cotidiano.

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Vai ser muito bom saber o que você achou dessa postagem!
Opine!