16 janeiro, 2014

Resenha: Príncipe da Noite - Sete Mulheres e Meia

http://livrocomdieta.blogspot.com.br/2014/01/resenha-principe-da-noite-ste-mulheres.html

Príncipe da Noite - Germano Pereira


Sinopse: Toda manhã, o psicanalista Gabriel se surpreende ao acordar: sempre encontra uma mulher diferente dormindo ao seu lado. Ele nunca se lembra do seu nome, nem da maneira como a conheceu. A única coisa que resta de suas aventuras noturnas é um lapso de memória. Mas esta noite tudo se repetirá: quando cruzar com uma bela mulher, na noite seguinte, perderá o controle de quem é, porque o seu outro “eu” é capaz de tudo para satisfazer seus desejos mais primitivos. Mantendo esse segredo somente para si, Gabriel leva uma vida aparentemente normal na grande Londres, ouvindo diariamente os problemas de seus pacientes, enquanto tenta fugir das loucuras de sua ex-namorada. Mas nada é verdadeiramente normal para um homem que pode ser controlado pelo Príncipe da Noite...
Vamos começar pela capa?
Adorei! Retrata muito bem a busca nas ruas, do predador, o serial killer do sexo, denominado o Príncipe da Noite. A capa é sinistra, tal qual é a situação das personalidades múltiplas.

Diagramação:
Estou, nesse momento, batendo palmas para a Editora e equipe. diagramação é algo que me incomoda, quando mal feita, mas esta está maravilhosa. As letras são de excelente tamanho (mais para grandes, como adoro) e as 366 páginas são bem distribuídas e posicionadas. Ah! Se todo livro fosse assim! ;)

Escrita - o desenrolar
Germano Pereira é fantástico como escritor. Domina de maneira brilhante, as palavras. Sabe usá-las para impactar e sabe usá-las corretamente (refiro-me agora à Gramática da Língua Portuguesa). Os termos psicanalíticos, misturados à Mitologia Greco-romana, me dão total ciência da capacidade de Germano e também de suas pesquisas para fazer o livro verossímil e, ao mesmo tempo, louco, diferente. Uma proposta que beira a surrealidade (não fosse a seriedade do assunto).

A história em si:
Gabriel é um psicanalista brasileiro que vive em Londres. 

De um modo geral, psicanalista são mostrados como heróis a serem invejados, mas Germano diferenciou e melhorou a perspectiva. Ele mostra todos os receios, desse homem  que conversa com todo o tipo de pessoas e que procura a solução nas entrelinhas das conversas. Mostra quão cansativo é ter que lidar com problemas como profissão e mostra o medo de ser morto por algum paciente que faça uma possível projeção de suas psicoses, enfim... mostra o humano. Amei esse ponto.

A história já começa com um dos pacientes que eu achei muuuito perturbado e na sequência, nos apresenta o Príncipe da Noite. Sua personalidade sedutora e que o coloca em várias "frias".

O que achei interessante é que, de um modo geral, a personalidade múltipla pertence ao campo de estudo dos problemas da dissociação da consciência. É uma patologia da personalidade que se encontra fragmentada em duas ou mais personalidades, que são distintas e que possuem controle total do comportamento do sujeito. Mas por vezes, Gabriel mistura-se demais ao Príncipe... vê o que ele faz, como se estivesse fora do corpo, retorna ao corpo e retoma por hora o controle, lembra-se parcialmente das coisas quando o Príncipe sai de cena e, tudo isso, no meu ponto de vista, deixou a história confusa em vários momentos.

Se essa é a estreia de Germano, ele está de parabéns, mas também vejo muito a ser melhorado... (isso não é desmérito) a história poderia ter sido melhor alivanhada, apesar da proposta ser mesmo diferente das muitas que estamos acostumados a lidar. (digo com humildade... apenas com a prática de quem lê demais e somente do meu ponto de vista, que está longe de servir de parâmetro para ninguém, além de mim mesma).

Alguns termos usados, podem até ser explicados pelo autor, mas pra mim foram um tanto quanto clichês (e por vezes adoro clichês).
Não há sombra de dúvida de que Germano é "inteligentérrimo" e estou ansiosa por seu próximo livro... mas também não posso me omitir em dizer que o excesso de informação culta, não casa com outras informações e falas triviais demais.

Resumindo: O livro é profundo demais pra ser considerado raso... e raso demais pra ser chamado de profundo.
Tenho pra mim que alguns vão amá-lo e outros odiá-lo.
Eu vejo nesse livro uma promessa. Uma promessa de que serei fã de Germano Pereira porque já estou de olho nele. A vontade de sorver o conhecimento dele, que fica explícito no livro, cresceu a cada folha.
Aguardo, ansiosa, seu próximo livro e vou adorar se alguém tiver ideias diferentes das minhas ao ler! Por favor, me digam o que pensam. 
Um beijo estalado em cada um de vocês.


http://livrocomdieta.blogspot.com.br/2014/01/resenha-principe-da-noite-ste-mulheres.html

Obs.: possíveis erros Gramaticais e Ortográficos podem ser encontrados nessa resenha. Escrevi e postei sem corrigir. Tão logo me seja possível, farei os reparos, caso necessário.

25 comentários:

  1. A sinopse é boa. Eu também apostaria nele.

    Beijos,
    Nanda do Maquiada & Esmaltada

    ResponderExcluir
  2. Wow! Parece aqueles livros que tiram o fôlego. Telma, você já leu "Conte-me seus sonhos" do Sidney Sheldon? Porque o problema de personalidade múltipla do "Príncipe" me lembrou muito a personagem do livro dele que tem o mesmo problema.
    Mas achei bem interessante a proposta dele nesse livro. Só fiquei realmente confusa com o " profundo demais pra ser considerado raso e raso demais pra ser chamado de profundo". O que esperar depois dessa filosofia? hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O linguajar dele é culto, o uso da Mitologia mesclado à Psicoterapia, é apropriado, mas algumas partes parecem um tanto quanto forçadas demais, para parecer intelectuais e há clichês muito aparentes, que, na minha opinião, num livro tão cheio de cultura não poderia haver.
      Sacou? huahuahuahauhauhuahuah

      Excluir
  3. Eu tinha muito interesse de ler esse livro, mas estava esperando que o meu exemplar chegasse, mas até agora nada. Mas eu vou ver se vou curtir, até porque sua resenha me chamou bastante atenção. Espero gostar da história como vc gostou =]
    Enfim...
    Depois passa no meu que tem resenha tbm
    bjokas

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois me conta o que achou, Silvana?
      Tô interessadíssima em outros pontos de vista.
      beijoconas.
      passarei pelo seu blog.
      :*

      Excluir
  4. Primeiramente vou dizer ja d cara q Amei a capa do livro, achei q ela tem um ar de "Medo" digamos assim. A resenha esta ótima, me deu uma vontadona" d ler :)

    ResponderExcluir
  5. Telma como sempre mandando muito bem nas resenhas e nos fazendo ficar mais pobres (aja grana pra tanto livro bom).

    Gosto muito dessas temáticas psicológicas.

    Hug lindona

    ResponderExcluir
  6. Parece bom o livro,apesar de não gostar muito desse tema...Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Feliz que tenha gostado da resenha, Danielle!
      :*

      Excluir
  7. O personagem é psicanalista....e tem distúrbios, e eu sou Psicóloga e morro de curiosidade com um livro com essa temática p/ colocá-lo no divã!

    Miquilis: Bruna Costenaro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruna... é cara é doido, como todos nós... só que com distúrbios mais intrincados...rs
      :)

      Excluir
  8. Eu posso te dizer uma coisa. Eu não gostaria de estar no lugar dele. Deve ser sinistro viver desse modo, sem saber como acontece e o porque . Sua resenha me apresentou uma história cheia de conflitos e desgaste emocional do personagem. Coitado. Vou ficar na torcida pelo personagem, pra ver se ele descobre uma solução pra isso. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beth... vc colocou muito bem: estar na pele dele é horrível!!!!
      Torci também por ele durante todo o livro.
      :)

      Excluir
  9. A capa é sinistra mesmo :)
    Gostei, a resenha ficou ótima Telma! Fiquei curiosa e com vontade de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fê, a capa foi o que me ganhou, num primeiro momento. ;)

      Excluir
  10. Gostei do autor ter colocado esse lado humano do Psicanalista, pois é algo bem real, convivem com tudo e com todos ao mesmo tempo.

    ResponderExcluir
  11. Amei! Está anotado quero muito ler esse livro e se possível logo.

    ResponderExcluir
  12. Eu também adorei a capa! E gostei bastante da resenha. Me parece o tipo de livro que não da pra definir muito bem. Tipo, só lendo para tirar conclusões.

    ResponderExcluir
  13. Tenho esse livro mas nunca li. Nunca tinha visto uma resenha sobre ele

    ResponderExcluir
  14. Acho que vou ler e tirar minhas opiniões

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Vai ser muito bom saber o que você achou dessa postagem!
Opine!