26 setembro, 2013

Resenha: Desejo à Meia-Noite

Desejo à Meia-Noite - Lisa Kleypas


Após sofrer uma decepção amorosa, Amelia Hathaway perdeu as esperanças de se casar. Desde a morte dos pais, ela se dedica exclusivamente a cuidar dos quatro irmãos – uma tarefa nada fácil, sobretudo porque Leo, o mais velho, anda desperdiçando dinheiro com mulheres, jogos e bebida. Certa noite, quando sai em busca de Leo pelos redutos boêmios de Londres, Amelia conhece Cam Rohan. Meio cigano, meio irlandês, Rohan é um homem difícil de se definir e, embora tenha ficado muito rico, nunca se acostumou com a vida na sociedade londrina. Apesar de não conseguirem esconder a imediata atração que sentem, Rohan e Amelia ficam aliviados com a perspectiva de nunca mais se encontrarem. Mas parece que o destino já traçou outros planos.
Quando se muda com a família para a propriedade recém-herdada em Hampshire, Amelia acredita que esse pode ser o início de uma vida melhor para os Hathaways. Mas não faz ideia de quantas dificuldades estão a sua espera. E a maior delas é o reencontro com o sedutor Rohan, que parece determinado a ajudá-la a resolver seus problemas. Agora a independente Amelia se verá dividida entre o orgulho e seus sentimentos.
Será que Rohan, um cigano que preza sua liberdade acima de tudo, estará disposto a abrir mão de suas raízes e se curvar à maior instituição de todos os tempos: o casamento?

Genteeeeeeeeeeeeee... quem gosta de um bom romance vai adorar esse aqui!
Já foi feita a resenha do livro 2 ... esse é o livro 1. O fato de ler o 2 primeiro, não alterou em nada as histórias que, muito embora sejam sobre os "Hathaway", família cerne de ambos os livros, são histórias que não precisam uma da outra para entendimento. (eu só conheci a família na ordem contrária... hehehehehe).

Achei esse livro ainda mais instigante do que o outro (o 2). Talvez porque o mocinho (baita gato) desse livro também seja um cigano (meio Irlandês), rico... porém que adora simplicidade. Adoro ciganos! Acho a cultura mística e enriquecedora. Cam Roham é aquele tipo de homem que as mulheres suspiram (alguns homens também)! Eu suspirei. Eu ainda estou apaixonada pelo cara! Meu marido que me perdoe (ele ri muito das minhas paixões por personagens) mas, Cam Roham é fundamental.

O cara tem a pegada, sabe? 

Fui, por várias vezes, Amelia (mas fui menos orgulhosa do que ela - hehehehehe - cedi mais facilmente). Apesar da atração que sentiram um pelo outro, estavam ansiosos para não se ver nunca mais, depois do primeiro encontro mas, claroooooooo que voltaram a se ver e é aí que começa a trama repleta de sensualidade, romance... e um suspense leve (eles ficariam juntos ou Rohan era arraigado demais às suas origens?).

Vamos falar um tiquinho de Amelia Hathaway? Proveniente de uma família cheia de problemas, após a morte dos pais, ela arca com maior parte da responsabilidade. A figura de Amelia é adorável! Ela dificilmente reclama da vida, apesar dos problemas, é guerreira e orgulhosa.

São um casal apaixonante... e por isso, a paixão realmente arde entre eles. Sensualidade e erotismo na medida certa, em cenas muito bem descritas!

Gente... agora acho que viciei!
Quero que a Arqueiro lance logo o livro 3!!!!!... :D




"A mão de Cam deslizou até a nuca de Amelia e sua boca cobriu a dela. Ele não pedira seu consentimento nem lhe dera chance de protestar. Ela se enrijeceu e levou as mãos ao peito dele. Ele pareceu não notar sua objeção. Sua boca era suave e insistente. Passou um dos braços em volta dela, levantando-a ligeiramente.

Rohan a soltou, as mãos apoiando-a enquanto ela lutava para recuperar o equilíbrio.

Desesperada para escapar, subiu o degrau da carruagem. Antes que pudesse entrar, porém, sentiu as mãos de Rohan em sua cintura. Ele a prendeu por tempo suficiente para sussurrar próximo a sua orelha:

– Latcho drom.

A despedida dos ciganos.

Um choque íntimo a atravessou quando ela sentiu a respiração dele em sua orelha. Não respondeu. Não conseguiu. Apenas entrou na carruagem.

Depois de um momento, Amelia ergueu a mão para desamarrar o chapéu, trêmula, e descobriu que as fitas estavam soltas.

Na verdade, apenas uma fita. A outra...

Ela tirou o chapéu e o examinou com ar perplexo. Uma das fitas de seda vermelha desaparecera, sobrando apenas um pedacinho na parte de dentro da aba.

Havia sido cortada.

Ele a levara.
"
A mão de Cam deslizou até a nuca de Amelia e sua boca cobriu a dela. Ele não pedira seu consentimento nem lhe dera chance de protestar. Ela se enrijeceu e levou as mãos ao peito dele. Ele pareceu não notar sua objeção. Sua boca era suave e insistente. Passou um dos braços em volta dela, levantando-a ligeiramente.
Rohan a soltou, as mãos apoiando-a enquanto ela lutava para recuperar o equilíbrio.
Desesperada para escapar, subiu o degrau da carruagem. Antes que pudesse entrar, porém, sentiu as mãos de Rohan em sua cintura. Ele a prendeu por tempo suficiente para sussurrar próximo a sua orelha:
– Latcho drom.
A despedida dos ciganos.
Um choque íntimo a atravessou quando ela sentiu a respiração dele em sua orelha. Não respondeu. Não conseguiu. Apenas entrou na carruagem.
Depois de um momento, Amelia ergueu a mão para desamarrar o chapéu, trêmula, e descobriu que as fitas estavam soltas.
Na verdade, apenas uma fita. A outra...
Ela tirou o chapéu e o examinou com ar perplexo. Uma das fitas de seda vermelha desaparecera, sobrando apenas um pedacinho na parte de dentro da aba.
Havia sido cortada.
Ele a levara.
- See more at: http://www.editoraarqueiro.com.br/livros/ver/198#sthash.8HhzhgTE.dpuf
A mão de Cam deslizou até a nuca de Amelia e sua boca cobriu a dela. Ele não pedira seu consentimento nem lhe dera chance de protestar. Ela se enrijeceu e levou as mãos ao peito dele. Ele pareceu não notar sua objeção. Sua boca era suave e insistente. Passou um dos braços em volta dela, levantando-a ligeiramente.
Rohan a soltou, as mãos apoiando-a enquanto ela lutava para recuperar o equilíbrio.
Desesperada para escapar, subiu o degrau da carruagem. Antes que pudesse entrar, porém, sentiu as mãos de Rohan em sua cintura. Ele a prendeu por tempo suficiente para sussurrar próximo a sua orelha:
– Latcho drom.
A despedida dos ciganos.
Um choque íntimo a atravessou quando ela sentiu a respiração dele em sua orelha. Não respondeu. Não conseguiu. Apenas entrou na carruagem.
Depois de um momento, Amelia ergueu a mão para desamarrar o chapéu, trêmula, e descobriu que as fitas estavam soltas.
Na verdade, apenas uma fita. A outra...
Ela tirou o chapéu e o examinou com ar perplexo. Uma das fitas de seda vermelha desaparecera, sobrando apenas um pedacinho na parte de dentro da aba.
Havia sido cortada.
Ele a levara.
- See more at: http://www.editoraarqueiro.com.br/livros/ver/198#sthash.8HhzhgTE.dpuf
A mão de Cam deslizou até a nuca de Amelia e sua boca cobriu a dela. Ele não pedira seu consentimento nem lhe dera chance de protestar. Ela se enrijeceu e levou as mãos ao peito dele. Ele pareceu não notar sua objeção. Sua boca era suave e insistente. Passou um dos braços em volta dela, levantando-a ligeiramente.
Rohan a soltou, as mãos apoiando-a enquanto ela lutava para recuperar o equilíbrio.
Desesperada para escapar, subiu o degrau da carruagem. Antes que pudesse entrar, porém, sentiu as mãos de Rohan em sua cintura. Ele a prendeu por tempo suficiente para sussurrar próximo a sua orelha:
– Latcho drom.
A despedida dos ciganos.
Um choque íntimo a atravessou quando ela sentiu a respiração dele em sua orelha. Não respondeu. Não conseguiu. Apenas entrou na carruagem.
Depois de um momento, Amelia ergueu a mão para desamarrar o chapéu, trêmula, e descobriu que as fitas estavam soltas.
Na verdade, apenas uma fita. A outra...
Ela tirou o chapéu e o examinou com ar perplexo. Uma das fitas de seda vermelha desaparecera, sobrando apenas um pedacinho na parte de dentro da aba.
Havia sido cortada.
Ele a levara.
- See more at: http://www.editoraarqueiro.com.br/livros/ver/198#sthash.8HhzhgTE.dpuf
A mão de Cam deslizou até a nuca de Amelia e sua boca cobriu a dela. Ele não pedira seu consentimento nem lhe dera chance de protestar. Ela se enrijeceu e levou as mãos ao peito dele. Ele pareceu não notar sua objeção. Sua boca era suave e insistente. Passou um dos braços em volta dela, levantando-a ligeiramente.
Rohan a soltou, as mãos apoiando-a enquanto ela lutava para recuperar o equilíbrio.
Desesperada para escapar, subiu o degrau da carruagem. Antes que pudesse entrar, porém, sentiu as mãos de Rohan em sua cintura. Ele a prendeu por tempo suficiente para sussurrar próximo a sua orelha:
– Latcho drom.
A despedida dos ciganos.
Um choque íntimo a atravessou quando ela sentiu a respiração dele em sua orelha. Não respondeu. Não conseguiu. Apenas entrou na carruagem.
Depois de um momento, Amelia ergueu a mão para desamarrar o chapéu, trêmula, e descobriu que as fitas estavam soltas.
Na verdade, apenas uma fita. A outra...
Ela tirou o chapéu e o examinou com ar perplexo. Uma das fitas de seda vermelha desaparecera, sobrando apenas um pedacinho na parte de dentro da aba.
Havia sido cortada.
Ele a levara.
- See more at: http://www.editoraarqueiro.com.br/livros/ver/198#sthash.8HhzhgTE.dpuf




Imagem retirada da fanpage da Editora Arqueiro






22 comentários:

  1. Eita que eu quero ler este livro. Pela sua resenha parece que é um daqueles romances que te prende ao livro até a última página. Fiquei curiosa em saber mais sobre Cam, como assim meio cigano? Acho que só lendo para entender né.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Primeiramente devo dizer que soltei bons sorrisos com a resenha.. adoro sua forma de escrever... e realmente muito engraçado! Parabéns nesse quesito.
    Já li séries de familia assim de uma escritora chamada Ruth Langan, e eu amoooo de paixão... é tão bom conhecer vários lados de uma familia né?
    Sempre tem a mocinha, o vilão, o lindo e por ai se vai... :P Você sabe quantos são e se já lançaram todos no brasil? :D
    Beijoss Amada! :D

    ResponderExcluir
  3. Ai meu Deus! Estou de queixo caído com a resenha. Das poucas vezes que vi o livro não me interessei nem um pouco, nem para ler a sinopse. Agora que li a sinopse e mais os cometários da Telma acho que vai faltar dinheiro na carteira pra tanto livro que quero. O coração até dói de ansiedade. aaaah! Eu amei demais a resenha. Mesmo. Amo quando as resenhas despertam essa ansiedade em mim. uhuuu! Demais Telmaaa! =D7

    ResponderExcluir
  4. suspiro, suspiro, suspiro *----------------*
    acho que esse livro é dos meus kkkkkkkkkk
    ameeeeeeeei :')
    e Teeeeeeeeeelma .. odeio suas resenhas :(
    elas são magníficas e eu nunca tenho tempo pra ler ... :'(

    ResponderExcluir
  5. Eu AMO romances, tenho o 1 e o 2, mas ainda não arrumei tempo pra ler! Morro e nao leio tudo o que quero!

    Uma beijoca,
    Nanda Cris

    Maquiada & Esmaltada

    ResponderExcluir
  6. De tanto ler resenhas sobre essa série passei querer lê-la, esse livro parece ser maravilhoso. Está na minha enorrmmme lista que está caminhando para o infinito. Linda essa capa azul! Bela.

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li esse e nem o primeiro livro. Acho a capa linda demais e ele já está na minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  8. "Após sofrer uma decepção amorosa, Amelia Hathaway perdeu as esperanças de se casar."
    Estou passando por isso :|

    ResponderExcluir
  9. Desde que vi essa capa me apaixonei e até tenho esse livro como desejado no Skoob, estou louca para lê-lo...

    ResponderExcluir
  10. Parece ser um romance perfeito!!! Mas acho que não posso lê-lo :( muitas cenas quentes?

    ResponderExcluir
  11. Deus do céu, que homem é esse???? Quero Cam Roham pra mim agora u.u
    O primeiro parece ser bem mais legal que o segundo. Se tiver promo, to dentro o/

    ResponderExcluir
  12. Ameiiii. mandem um Cam R. pra mim :-O
    E o melhor de tudo é que da pra perceber que nao importa a ordem que lermos nao vamos ficar confusas , apenas pelas resenhas percebemos isso :)
    ADC now na lista de desejados *_*

    ResponderExcluir
  13. Nossa Telma, estou com muita vontade de ler essa série. Também adoro ciganos :)
    Outra coisa boa é que os livros não precisam ser lidos na ordem, agora o ruim é a ansiedade até o lançamento do próximo.

    ResponderExcluir
  14. Por um momento, a capa desse livro me pareceu com aquela 'A Elite' da Kiera Cass. Mas devo dizer que me surpreendi. O enredo é completamente diferente e despertou minha vontade de ler, pois sou louca por romances :)

    ResponderExcluir
  15. Parece ser muito bom!! Deu muita vontade de ler ... Amo romances c:

    ResponderExcluir
  16. Eu só simplesmente me apaixonei pelo vestido da capa, rs. Não me chamou atenção, mas quem sabe...

    ResponderExcluir
  17. Como uma leitora que ama romances, impossível ficar de fora e não ler esse livro, ainda mais depois de ler essa resenha. Penso que esse será mais um dos meus livros favoritos.

    ResponderExcluir
  18. Parece interessante, vou procurá-lo!

    ResponderExcluir
  19. Arqueiro, assim como a Novo Conceito, sempre aparece arrasando nas suas capas cheias de estilo e sensualidade. Não sou um leitor ávido no romance, mas uma curiosidade aqui e lá sempre aparecce :)

    Abraçosss!
    http://blogumjovemleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Nossa, quero muito ler esse livro... A história não me é nada clichê, tirando isso de destino e etc. Mas até aí, isso é normal. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  21. Que capa linda, apesar do livro não fazer meu tipo

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Vai ser muito bom saber o que você achou dessa postagem!
Opine!